Connect with us

História da TV

23 anos depois, saiba como estão as apresentadoras do Fantasia, do SBT

Published

on

Apresentadoras da primeira temporada do 'Fantasia', no SBT (Foto: Reprodução)

Apresentadoras da primeira temporada do ‘Fantasia’, no SBT (Foto: Reprodução)

Há mais de 23 anos, em dezembro de 1997, o programa ‘Fantasia‘ abrilhantava a grade no SBT, se tornando um fenômeno em audiência e conquistando fiéis telespectadores. A ideia da atração era trazer uma série de jogos divertidos, que eram feitos por telefone e davam direito a prêmios em dinheiro.

+ César Tralli revela presente inusitado que recebeu ao sair do SP1: ” Doidinha”

+ Chico Pinheiro quebra protocolo e expõe segredo de Ana Maria: “É assim mesmo”

Comandado por Adriana Colin, Débora Rodrigues, Jackeline Petckovic e Valéria Balbi em sua primeira temporada, o programa marcou gerações, sendo encerrado em 2000, mas tendo uma quarta temporada em 2007. Até hoje o programa é relembrado por telespectadores saudosistas e, pensando nisso, nós do OCanal fizemos uma lista mostrando como as primeiras apresentadoras estão em 2021. Confira:

Amanda Françozo atualmente está fora da TV

Natural de Itabé, interior de São Paulo, Amanda Françazo iniciou sua carreira aos 18 anos, no ‘Fantasia’. A apresentadora ica sabendo que o SBT estava em busca de garotas de 18 a 23 anos para se tornarem bailarinas e assistentes de palco de um novo programa de jogos e decide se inscrever.

Diante do sucesso no comando da atração, a jornalista continuou sua jornada nas telinhas e esteve presente em grandes programas como ‘Tele Sena’ no SBT ou mesmo ‘Note e Anote’ na RecordTV. Seu último trabalho foi o ‘Revelações Sertanejo’ na TV Aparecida em 2019. Atualmente, a veterana trabalha como mestre de cerimônias e coach.

Fantasia sbt

Tânia Mara virou cantora após o ‘Fantasia’

Aos 16 anos, Tânia Mara iniciou sua carreira na TV como uma das dançarinas do ‘Fantasia’. Posteriormente, se tornou apresentadora do programa. Contudo, a famosa se encontrou mesmo como cantora.

Intérprete da música “Se Quiser” que foi um sucesso de noite a sul do país, chegou a ficar em primeiro lugar nas paradas de sucesso, ela conquistou o título de melhor música do ano no troféu “Melhores do Ano” da Rede Globo. Em 2018, lançou seu quinto álbum de estúdio, intitulado ‘Pra Rua’.

Adriana Colin não iniciou carreira no ‘Fantasia’

Diferente das duas ex-apresentadoras do ‘Fantasia’ citadas anteriormente, Adriana Colin não iniciou sua carreira no programa. Em Em 1989, torna-se Miss São Carlos e em seguida Miss São Paulo. Na competição Miss Brasil, a loira ficou em segundo lugar.

Diante da trajetória artística, se tornou uma das apresentadoras do programa de brincadeiras e prêmios do SBT. Em 2002, se tornou apresentadora comercial do Domingão do Faustão, da Rede Globo, onde ficou por sete anos. Atualmente, a loira está longe da mídia, mas continua apresentando eventos corporativos pelo Brasil.

fantasia

Jackeline Petkovic

A princípio, Jackeline Petkovic é uma das apresentadoras do ‘Fantasia’ mais lembradas pelo público. Após o programa, ela também animou o tradicional ‘Bom Dia & Cia’ entre 1998 e 2003. Em seguida, a veterana também apresentou o ‘Sábado Animado’, e esteve em diversas produções do SBT como ‘SBT Palace Hotel’ ou ‘Meu Cunhado’.

Por fim, seu último programa como apresentadora foi o ‘Plantão Animal’ da RedeTV!, entre 2016 e 2017. No auge de seus 40 anos, a loira está longe das telinhas, mas apresenta o o programa ‘Trilha de Sexta’ da cerveja Crystal no canal do Youtube da RecordTV.

fantasia sbt

Débora Rodrigues saiu da mídia após o ‘Fantasia’

Débora Rodrigues, que apresentou a primeira temporada do ‘Fantasia’, teve um início de carreira inusitado. Isso porque, sendo uma ex-militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ela saiu da pobreza ao posar para a revista Playboy.

Em seguida, foi convidada para adentrar no programa, diante da fama que ganhou com a revista. Contudo, sua carreira na TV não seguiu por muito tempo, já que optou por se tornar uma piloto de caminhões e empresária brasileira. Por anos trabalhou como repórter do programa ‘Siga Bem Caminhoneiro’, do SBT, e participou do reality show ‘Mulheres Ricas’, na Band.

Comente com seu Facebook

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

História da TV

Relembre 5 programas criados por Silvio Santos que fracassaram no SBT

Published

on

Silvio Santos

Silvio Santos (Foto: Reprodução)

Antes de mais nada, é fato que Silvio Santos além de um grande comunicador também é um baita estrategista e sabe muito bem escolher o que pode ou não dar certo nas telinhas. Isso porque, há décadas no SBT, o veterano já emplacou inúmeras atrações que são lembradas até hoje pelo público.

+ Silvio Santos quebra protocolo e apresenta programa de pijama

+ Sérgio Mallandro fala o que não devia e expõe caso de Xuxa com político

Contudo, o pai de Patricia Abravanel também já deu passos maiores que sua perna, fracassando em algumas de suas apostas na emissora. Pensando nisso, nós do OCanal resolvemos reunir alguns projetos do famoso que deram errado. Confira:

Silvio Santos e o ‘Jornal das Pernas’

No início dos anos 2000 o único telejornal que havia na emissora era o “Jornal do SBT”, apresentado por Hermano Henning nos finais de noite. Em 2003, Silvio Santos apostou numa edição mais cedo do jornalístico, retomando a um programa do gênero no horário nobre da emissora, após anos.

Para o “Jornal do SBT – 1ª Edição”, ele recrutou Cynthia Benini e Analice Nicolau, que ganharam destaque após suas participações no reality “Casa dos Artistas”, para comandar o programa. O problema é que Silvio investiu que as duas apresentassem o telejornal numa bancada que evidenciasse suas pernas, e que elas vivem cruzando-as constantemente.

Por fim, como consequência o telejornal ficou conhecido como “Jornal das Pernas”, sendo motivo de piada nos corredores da emissora. Apesar disso, o programa não correspondeu à audiência esperada. Passando por diversos horários, o “Jornal do SBT – 1ª Edição” chegou ao fim em 2005, com a contratação de Ana Paula Padrão para o comando do “SBT Brasil”.

A princípio, Silvio Santos deu o que falar ao tentar emplacar o 'Jornal das Pernas' (Foto: Reprodução)

A princípio, Silvio Santos deu o que falar ao tentar emplacar o ‘Jornal das Pernas’ (Foto: Reprodução)

Ilha da Sedução

Ainda no começo dos anos 2000, essa época ficou marcada pela ascensão dos reality shows na TV brasileira. Com o sucesso de “Casa dos Artistas” e “Popstars” na época, em 2002 Silvio quis apostar em um reality de casais, testando a fidelidade deles numa ilha paradisíaca.

Adaptação do formato de sucesso “Love Island”, por aqui o “Ilha da Sedução” não conquistou a audiência. Apresentado por Babi Xavier, o programa foi um verdadeiro fiasco em audiência. A atração teve algumas mudanças de horário, no intuito de erguer seus índices, mas sem sucesso. Por conta do fracasso, o programa não ganhou outras temporadas.

Ilha da Sedução (Foto: Reprodução)

Em resumo, ‘Ilha da Sedução’ também fracassou no SBT (Foto: Reprodução)

Silvio Santos copia a Record

Em 2005 a Record estreava o ‘Hoje Em Dia’, estando no ar até os dias de hoje. O programa em seus primeiros anos ficou destacado por misturar entretenimento, jornalismo e culinária. Olhando o sucesso de sua rival, em 2008 Silvio Santos decidiu produzir uma atração no mesmo formato. Na ocasião, ele juntou grandes nomes para criar um concorrente na mesma faixa horária, assim como o ‘Vem Pra Cá’, que está no ar atualmente.

O “Olha Você” tinha como apresentadores Claudete Troiano, Ellen Jabour, Alexandre Bacci e o chef Francesco Tarallo, indo ao ar nas tardes do SBT. Contudo, mesmo com todo planejamento e investimento, a atração não decolou na audiência.

Como forma de salvar um dos seus maiores projetos para o entretenimento, Silvio começou a exigir mudanças na atração. Uma delas, na tentativa de salvação, uma versão compacta da primeira edição da “Casa dos Artistas” foi exibida, mas sem sucesso.

De fato, Silvio Santos se inspirou na Record para criar o 'Olha Você' (Foto: Reprodução)

De fato, Silvio Santos se inspirou na Record para criar o ‘Olha Você’ (Foto: Reprodução)

SBT Notícias

Antes do formato de grande sucesso que fez o SBT liderar a audiência durante as madrugadas muitas vezes entre 2016 e 2019, o “SBT Notícias” teve dois formatos anteriores que amarguraram um tremendo fracasso.

O primeiro deles aconteceu em 1995, sob o comando do casal Leila Cordeiro e Eliakim Araújo. Silvio apostou em seus dois maiores jornalistas na época, uma vez que eles também apresentavam o bem sucedido “Jornal do SBT” na época. A atração foi toda improvisada, pois na época a emissora estava em transição de sua antiga sede na Vila Guilherme, em São Paulo, para o atual CDT Anhanguera. O telejornal amargurou baixos índices de audiência, e ficou apenas 26 dias no ar.

Em 2013, numa forma de barrar o “Cidade Alerta” e o “Brasil Urgente”, da Record e Band, a emissora apostou numa nova versão do “SBT Notícias”. Entretanto dias antes de sua estreia, a atração nada mais seria que uma nova versão do “Aqui Agora”. Silvio Santos voltou atrás, e mudou seu nome para “Boletim de Ocorrências”, até que uma semana antes de sua estreia teve seu nome alterado outra vez. Apresentado por Neila Meideiros, o telejornal ficou apenas dois meses no ar, amargurando o quarto lugar em audiência.

Silvio Santos tentou emplacar o 'SBT Notícias', mas não obteve sucesso (Foto: Reprodução)

Silvio Santos tentou emplacar o ‘SBT Notícias’, mas não obteve sucesso (Foto: Reprodução)

Programa Cor de Rosa

Em 2004 Silvio Santos sonhava em ter um programa nos moldes do “Vídeo Show”. Contudo vários pilotos foram gravados, até que Décio Petinini foi escolhido para apresentar a nova atração, ao lado de uma apresentadora ainda a definir.

Em agosto daquele o “Programa Cor de Rosa” foi ar de modo repentino, surpreendendo a produção do SBT. A estreia do programa foi uma ordem do Silvio, tendo o mesmo sido gravado poucas horas antes de ir ao ar. Somente no dia de seu lançamento, que a direção ficou sabendo que Silvia Abravanel comandaria a atração ao lado de Décio.

O programa de entretenimento não conquistou o público do SBT, amargurando baixa audiência. Depois de três meses, Silvio decidiu colocar um ponto final na atração. O cancelamento aconteceu minutos antes de sua última edição ir ao ar, pegando a todos de surpresa.

Por fim, Silvio Santos tentou emplacar uma versão do ‘Vídeo Show’ com sua filha (Foto: Reprodução)

Comente com seu Facebook

Continue Reading

História da TV

Gugu na Globo, Zucatelli na Gazeta e Datena na Record; Contratações polêmicas da TV

Published

on

Gugu na Globo, Zucatelli na Gazeta e Datena na Record; Contratações polêmicas da TV (Foto: Montagem)

Gugu na Globo, Zucatelli na Gazeta e Datena na Record; Contratações polêmicas da TV (Foto: Montagem)

Se você acompanha TV há bastante tempo, sabe que as famosas danças das cadeiras são bem corriqueiras. Alguns famosos renderam verdadeiras contratações polêmicas nas últimas décadas. Aposto que você não se lembra de Gugu na Globo, Celso Zucatelli na Gazeta ou até mesmo a rápida passagem de Datena na Record. Relembre.

+ Mãe de Ludmilla parte para cima de Samantha Schmütz após atriz defender Mônica Martelli: “Indignada”

+ Rodrigo Faro tem estado de saúde atualizado após internação às pressas: “Orações”

O portal TV História, separou uma lista completa com 10 contratações, digamos que esenrtricas da televisão brasileira. Decidimos relembrar três destes momentos em que ficamos na dúvida se a notícia da mudança de um apresentador do seu principal canal para este outro era realidade ou fake news.

Tenho certeza que você não vai se lembrar de Gugu na tela da Globo. Isso porque, o famosos nem chegou a estrear no canal carioca e já voltou ao SBT.  Tudo aconteceu no final de 1987, o apresentador aceitou a proposta global e assumiria as tardes de domingo do canal.

Ainda na época, Augusto Liberato chegou a gravar pilotos na Globo. Mas Silvio Santos estava com problemas de saúde e, no início de 1988, fez uma proposta irrecusável para seu pupilo voltar ao SBT. Ele seguiu apresentando o Viva a Noite e ainda ganhou programas aos domingos, ficando no canal até 2009, quando foi para a Record.

Datena saiu rapidamente da Record TV e Celso Zucatelli esteve na Gazeta (Foto: Montagem)

Datena saiu rapidamente da Record TV e Celso Zucatelli esteve na Gazeta (Foto: Montagem)

Zucatelli na TV Gazeta e saída repentina de Datena da Record

Em seguida, outra passagem no mínimo inusitada foi do jornalista Celso Zucatelli pela TV Gazeta. Depois de passagens icônicas pela Record, o famoso ficou apenas três meses no ar com seu programa De A a Zuca, exibido diariamente. A emissora dispensou Zucatelli em julho de 2019 e a atração foi extinta. Por fim, poucos meses depois do incidente, o jornalista voltou para a Record TV, onde segue até hoje.

Em conclusão, uma mudança que revirou os cofres dá época foi a mudança de Datena da Band para a Record. Em 16 de junho de 2011, o âncora do jornalismo policial anunciou que estava indo para a emissora dos bispos. Entretanto, a nova passagem pela emissora de Edir Macedo durou apenas 43 dias. O apresentador encerrou o Cidade Alerta de 29 de julho falando “muito obrigado e até um dia”. Em 8 de agosto, Datena já estava de volta ao Brasil Urgente, onde segue até hoje. Mas, por conta da rescisão de contrato, ele acabou pagando uma multa milionária para a Record. Durante vários momentos chegou a reclamar que “ficou falido” depois do rombo financeiro.

Comente com seu Facebook

Continue Reading

História da TV

Band completa 54 anos: Relembre 4 programas que marcaram uma época

Published

on

Band planeja criar um programa nos moldes do Esquadrão da Moda no SBT e contar com a apresentadora Isabella Fiorentino (Créditos: Reprodução)

A Band está comemorando 54 anos de existência (Créditos: Reprodução)

A Band completa nesta quinta-feira (13) a marca de 54 anos de existência. Considera a quarta maior emissora do Brasil, isso com base no ranking do ibope, o canal paulista já teve vários momentos de glória e colocou no ar produções que marcaram toda uma época.

Programa H:

De fato, o Programa H de Luciano Huck fazia bastante sucesso (Créditos: Reprodução)

De fato, o Programa H de Luciano Huck fazia bastante sucesso (Créditos: Reprodução)

Um dos programas mais diferentes do final da década de 90, o H turbinou o ibope da Band no horário nobre, consolidou Luciano Huck como um dos melhores apresentadores de TV e lançou outros rostos, que seguem na mídia até hoje.

+ Globo: Reprises dão dor de cabeça para a emissora carioca

Exibido entre 1996 e 2002, a atração sofreu algumas mudanças com a saída de Luciano Huck, mas a história raiz permaneceu na memória dos telespectadores. O programa foi uma verdadeira revolução para a época e também fez a alegria de muitos marmanjos com a Tiazinha (Susana Alves).

Perdidos na Noite:

Em suma, o apresentador Faustão comandava o Perdidos na Noite pela Band (Créditos: Reprodução)

Em suma, o apresentador Faustão comandava o Perdidos na Noite pela Band (Créditos: Reprodução)Em suma, o apresentador Faustão comandava o Perdidos na Noite pela Band (Créditos: Reprodução)

Exibido no final da década de 80, o Perdidos na Noite também se destacou na programação da Band aos sábados. Fausto Silva, o Faustão, brilhava na emissora paulista, com boa audiência, e também com um jeito bem diferente de comandar um programa.

O sucesso feito pela atração, que se tornou uma opção “cult”, dividia a opinião da crítica, já que o Perdidos na Noite não seguia um script e nem muito menos apresentava uma boa estrutura, sempre com um aspecto de “mal-acabado” e com vários acidentes de percurso.

Band Kids:

A Kira era quem comandava as tardes da emissora no início de 2000 (Créditos: Reprodução)

A Kira era quem comandava as tardes da emissora no início de 2000 (Créditos: Reprodução)

Assim como toda emissora entre as décadas de 90 e 2000, a Band também investiu no público infantil. Com a apresentação de Kira (Renata Sayuri), o Band Kids dominou o público juvenil com duas horas diárias de puro entretenimento.

No auge, o programa chegou a ser recordista de cartas na emissora, com cerca de 60 mil ao mês. Dragon Ball Z e Os Seis Biônicos foram alguns dos desenhos logo no início. Os Cavaleiros do Zodíaco, Tenchi Muyo! e Yu Yu Hakusho entraram depois.

CQC:

A turma do CQC (Créditos: Divulgação)

A turma do CQC (Créditos: Divulgação)

No ar por sete anos, o Custe o Que Custar também fez a alegria da Band e tornou-se um dos programas bem sucedidos da grade de programação da emissora. Durante os primeiros anos, a atração comandada por Marcelo Tas só crescia e incomodava a concorrência.

Passaram pela atração, entre 2008 e 2015: Danilo Gentili, Rafinha Bastos, Dani Calabresa, Marco Luque, Felipe Andreoli, Oscar Filho, Monica Iozzi e muitos outros. Aliás, alguns boatos nos últimos levantaram a hipótese de retorno do CQC, mas a Band não se manifestou sobre.

Comente com seu Facebook

Continue Reading

⚡EM ALTA