Claudia Rodrigues
Claudia Rodrigues recebeu alta da UTI. Mas, continua internada em hospital. (Foto: Divulgação)

Claudia Rodrigues deixa a UTI e surge irreconhecível após complicações graves

Deslize para ler mais
author-image
Por Raquel Lima

19 Julho 2021

Claudia Rodrigues recebeu alta da UTI. Mas, continua internada em hospital. (Foto: Divulgação)

Claudia Rodrigues apresentou uma melhora significativa em seu estado de saúde. Nesta segunda-feira, 19 de julho, a humorista recebeu antecipadamente a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

O perfil oficial da famosa compartilhou uma foto da atriz ainda no hospital e comemorou a segunda dose. Ela está internada no Hospital Albert Einstein desde o último dia 13 de julho.

“Claudia Rodrigues recebeu hoje a segunda dose da vacina Pfizer no leito do hospital Albert Einstein”, escreveu a equipe da atriz na legenda da publicação.

+Geraldo Luís quebra silêncio sobre briga nos bastidores e entrega verdade: “Própria ignorância”

Então, não demorou muito a publicação da famosa recebeu uma enxurrada de comentários. Além disso, muitos fãs comemoraram a melhora da atriz.

“Já está com uma carinha melhor”, disse uma seguidora. “Você vai ficar bem logo”, disse outro. “Deus é contigo”, desejou mais uma. Confira o registro que deu o que falar:

Claudia Rodrigues apresentou complicações graves

Adriane Bonato, empresária da atriz, voltou a detalhar o estado de saúde da atriz. Dessa forma, ela informou que a famosa acabou sendo diagnosticada com uma inflamação grave após ruptura parcial do tendão do braço direito.

“Foi descoberta uma inflação bem acentuada causada por uma ruptura parcial do tendão. Isso ocasionou a febre alta que ela teve. Fizemos a infiltração à noite e ela está passando muito bem”, contou a empresária de Claudia Rodrigues. Então, por ter sido vacinada contra a Covid-19, a humorista teve que interromper o tratamento de esclerose múltipla. Por isso, a segunda dose foi antecipada.

Isso porquê, na bula da vacina da Pfizer, o tempo mínimo entre as doses é de 21 dias, o equivalente a três semanas. No entanto, no Brasil, ela é aplicada com intervalo de três meses.


Artigo seguinte