CONECTE-SE CONOSCO

Novelas

Deu ruim! Relembre 5 novelas que tentaram inovar e fracassaram em audiência

Publicado há

em

Relembre novelas que tentaram inovar e fracassaram no ibope. (Foto: Reprodução)

Relembre novelas que tentaram inovar e fracassaram no ibope. (Foto: Reprodução)

Já bem estabelecida como o principal produto da TV brasileira, a telenovela, assim como tantos outros conteúdos, possui uma “fórmula”. Há o casal de mocinhos, os vilões, as viradas na trama e o tradicional final feliz. As alterações são de enredo, de mote, mas, de uma forma ou de outra, essa á e estrutura básica das novelas.

Contudo, vez ou outra, algumas tramas se aventuram a mudar e inovar. Às vezes dá certo, porém essa não é a regra. Geralmente, quando uma trama acaba tentando inovar demais, a audiência não corresponde a altura.

Na lista de hoje, O Canal separa para você 5 novelas que, ao tentar a inovação, naufragaram em audiência.

Meu Pedacinho de Chão

Meu Pedacinho de Chão tinha uma estética inovadora, mas fracassou no Ibope. (Foto: Reprodução)

Meu Pedacinho de Chão tinha uma estética inovadora, mas fracassou no Ibope. (Foto: Reprodução)

Contada com uma roupagem de fábula, Meu Pedacinho de Chão usou e abusou do lúdico como um fator em sua produção. Com cenários e figurinos absolutamente coloridas, a trama tinha uma estética circense, de conto de fadas e completamente à parte da realidade. Era como se o telespectador estivesse vendo uma história infantil na tela, em estilo circense. O estilo diferente afastou o público e a novela é uma das 3 menos vistas da história da faixa das 18h.

Máscaras

A mais inovadora das obras recentes de Lauro César Muniz é também o maior fracasso da Record TV desde que retomou sua teledramaturgia, com apenas 5.85 pontos de média – em uma época onde a emissora estava habituada a atingir dois dígitos. O público se afastou ao receber uma novela com estilo de thriller de mistério e ação cinematográfica em uma história onde praticamente todos os personagens eram dúbios e não se sabiam quem era mocinho e vilão.

+ Edu Guedes ouve pedido inusitado de assistente e dá aviso ao vivo

Espelho da Vida, 2 novelas em 1

Espelho da Vida: duas novelas em uma. (Foto: Divulgação)

Espelho da Vida: duas novelas em uma. (Foto: Divulgação)

A última trama inédita de Elizabeth Jhin foi um sucesso de crítica e repercussão, mas amarga a segundo menor audiência da história da faixa das 18h. Sendo ao mesmo tempo uma trama de época e contemporânea, pelo poder da protagonista Cris de viajar no tempo até sua vida passada, a trama dividida em duas fases afastou o público, que também não comprou de cara a ideia de o mocinho dos dias atuais aparecer apenas na reta final da trama.

A Regra do Jogo

O único fracasso da carreira de João Emanuel Carneiro foi uma novela que trouxe diversas inovações em sua concepção. A começar pelo seu protagonista. Diferente do habitual, Romero Rômulo não era um mocinho e estava mesmo mais para vilão que para anti herói. O personagem não foi bem recebido, bem como a história focada em tráfico, facções e com um tom bem mais pesado e menos novelesco que o habitual.

Bang Bang

Tentativa de trazer o velho oeste para as tramas de novelas foi um fracasso. (Foto: Reprodução)

Tentativa de trazer o velho oeste para as tramas de novelas foi um fracasso. (Foto: Reprodução)

A novela de Mário Prata fracassou ao tentar uma proposta ousada: situar uma novela no velho oeste, um período em que, geralmente, tramas não são escritas. A novela contava uma história clássica de vingança e amor impossível, mas não conseguiu agradar ao público, chegando inclusive a ser ameaçada em audiência por Prova de Amor, exibida à época pela Record TV.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Novelas

Salve Jorge! Relembre curiosidades da novela das 21h que homenageou São Jorge

Publicado há

em

Salve Jorge: novela falou sobre São Jorge. (Foto: Reprodução)

Nesta sexta, dia 23 de abril, comemora-se o dia de São Jorge, também conhecido como Jorge da Capadócia. Um dos santos mais venerados tanto no catolicismo quanto na Igreja Ortodoxa, o santo padroeiro é um dos mais conhecidos em terras brasileiras (sendo considerado o padroeiro do estado do Rio de Janeiro) e ganha mais devotos a cada ano que passa.

Entre 2012 e 2013, a Globo levou ao ar uma novela das 21h em que o santo não só era um dos principais elementos, como também dava o nome à história. Salve Jorge, de Glória Perez. A novela recebeu esse título por trazer alguns dos seus personagens principais, como o casal de mocinhos Morena e Téo, como devotos de São Jorge e recorrendo ao santo a fim de conseguir forças para superar momentos difíceis.

+ Xuxa escandaliza ao vivo na Globo e reclama do sistema do BBB21: “Muito chato”

Além disso, a trama possuía um dos seus núcleos principais na Capadócia, capital da Turquia, berço do mito de São Jorge, a princesa e o dragão.

Confira, agora, 5 curiosidades a respeito de Salve Jorge:

Abertura e música próprias

Para que a novela tivesse identidade própria e retratasse todo o clima de São Jorge, a emissora investiu em uma abertura com diversas sequências feitas em computação gráfica, mostrando o santo padroeiro montado em seu cavalo e portando sua lança, viajando pelo Rio de Janeiro e pela Capadócia, os dois pontos centrais da história. A música de abertura, Alma de Guerreiro, cantada por Seu Jorge, também foi feita sob encomenda para a trama.

Carolina Dieckmann

Carolina Dieckamnn interpretou a jovem Jéssica na trama e estava prevista para fazer uma rápida participação. A personagem de Carol, Jéssica, foi inspirada na história real que levou a autora Glória Perez a escolher o tráfico humano como ponto central de sua história. Prevista para apenas 30 capítulos, a personagem caiu no gosto do público e gerou um clamor para que ela ficasse até o final. Glória não atendeu os pedidos, mas aumentou o tempo dela na história, deixando-a até o capítulo 79.

Memes

Durante sua exibição, a novela também ficou popular devido a alta quantidades de “memes” que gerou. A morte de Jéssica com uma seringa no pescoço por Lívia e a cena clássica do “A Morena tá viva” repercurtiram no twitter e aparecem sendo usadas em gifs até hoje. A autora Glória Perez, a época da exibição, tornou-se bastante popular no twitter ao falar que as pessoas deveriam “voar” e curtir a trama, com o clássico tweet “Pobre de quem não sabe voar”.

Flashforward

Salve Jorge foi uma novela não convencional em sua estreia. Inovando na primeira cena, a trama começou com um flashforward, recurso muito usado nas séries americanas. A história tem seu pontapé inicial com Morena sendo leiloada na Turquia após algum tempo de traficada e, então, retorna 8 meses no passado para só então começar a história de fato.

Merchandasing social 

Como já é de costume nas tramas de Glória Perez, Salve Jorge se destacou pelo merchandasing social. A história de Morena escolheu abordar como temática o tráfico humano e, mais uma vez, foi um sucesso. Graças a trama, o crime ficou mais em evidência e alertou a muitas garotas, além de ajudar a aumentar as denúncias relacionadas ao crime.

 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Ti Ti Ti

11 anos depois, saiba como está o elenco infantil de Ti-Ti-Ti

Publicado há

em

Saiba como está o elenco infantil de Ti Ti Ti (Foto: Reprodução)

Saiba como está o elenco infantil de Ti-Ti-Ti (Foto: Reprodução)

Sendo um remake de duas novelas escritas por Cassiano Gabus Mendes, ‘Plumas e Paetês’ (1980), de onde veio a história de Marcela, e a própria ‘Ti Ti Ti’ (1985), a versão por adaptada por Maria Adelaide Amaral estreava em julho de 2010, ficando no ar até março de 2011.

+ Relembre os 3 maiores incêndios nos estúdios da Rede Globo

+ Marido de Paulo Gustavo faz desabafo emocionante e entrega verdade: “Sua volta pra casa”

Com 211 episódios, a 77ª novela das sete da Rede Globo foi um verdadeiro sucesso, cumprindo com êxito a missão de recuperar os pontos de audiência perdidos com a antecessora ‘Tempos Modernos’. Tendo como média geral 30 pontos e chegando a se tornar a novela mais assistida da emissora em alguns dias, chegando a 42 pontos de pico, ‘Ti-Ti-Ti’ de fato marcou uma geração de noveleiros.

Agora, a trama é reexibida no ‘Vale A Pena Ver De Novo’ onze anos após ir ao ar nas telinhas da Vênus Platinada. Contudo, apesar dos atores principais, como Murilo Benício (Victor Valentim), Alexandre Borges (Jacques Leclair) e Claudia Raia (Jaqueline Maldonado) não terem mudado tanto em uma década, é fato que o elenco infantil se transformou radicalmente, diante da adolescência e puberdade.

Clara Tiezzi, a Mabi de Ti-Ti-Ti

Intérprete da pequena Mabi, Clara Tiezzi ficou eternizada na mente de inúmeros telespectadores diante da personalidade forte de sua personagem. Em ‘Ti Ti Ti’, a ex-atriz mirim se destacou ao dar vida a uma pequena garotinha sem papas na língua e super ligada à tecnologia.

Mesmo sendo a primeira novela da brasiliense, ela mostrou que veio para ficar e levou todos os prêmios que concorreu entre 2010 e 2011 por sua performance no folhetim. Agora, aos 21 anos, a atriz continua trabalhando na área, tendo como último trabalho na TV ‘Éramos Seis’, onde interpretou Emiliana Amaral Marcondes de Bueno na fase adulta.

Ti-Ti-Ti

Clara Tiezzi interpretou Mabi (Foto: Reprodução)

Davi Lucas, o Lipe

Em ‘Ti-Ti-Ti’, David Lucas atuou como Lipe, irmão da pequena Maria Beatriz, Mabi. Apesar de ter tido um início promissor como ator mirim, fazendo parte de grandes obras como ‘Fina Estampa’ e Êta Mundo Bom!’, o fluminense optou por seguir uma carreira longe das telinhas e se formou em psicologia.

“Trabalhei como ator dos meus sete aos 21 anos. Queria ter contato com outras formas de construção, com outras áreas, outras pessoas, outras perspectivas. Sou artista, fazer arte faz parte da minha essência”, explica o ator, em entrevista ao Notícias da TV.

Em seguida, o ex-ator mirim de ‘Ti-Ti-Ti’ explica sobre seus atuais projetos profissionais. “Hoje, ela se apresenta de outra forma. Não trabalho mais como ator, mas, a título de exemplo, tenho lançado algumas músicas que componho, além de dividir textos e pensamentos, com a galera que acompanha meu trabalho”, conclui o intérprete de Lipe em ‘Ti-Ti-Ti’.

Ti-Ti-Ti

David Lucas(Foto: Reprodução)

Carolina Oliveira dá vida a Gabi

Em ‘Ti-Ti-Ti’, Carolina Oliveira deu vida a Gabi, uma menina tímida e pobretona que trabalha na cantina da faculdade de Moda da trama. Após ter estreado nas telinhas em 2005, na minissérie ‘Hoje É Dia de Maria’, que lhe rendeu a indicação no Prêmio Emmy Internacional de melhor atriz, a então atriz mirim também esteve em ‘Páginas da Vida’ e ‘Caminho das Índias”.

Em seguida, a atriz interpretou a piriguete Natasha em ‘I Love Paraisópolis’ e fez parte do elenco do ‘Super Chef Celebridades’, em sua quinta temporada, antes de assinar com a Record. Atualmente a paulistana interpreta Kira em Gênesis, folhetim bíblico da emissora.

Carolina Oliveira atualmente está na Record e esteve em Ti-Ti-Ti (Foto: Reprodução)

Carolina Oliveira atualmente está na Record (Foto: Reprodução)

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Novelas

Tempo, tempo, tempo… Relembre novelas onde a passagem de tempo foi um recurso crucial

Publicado há

em

Passagem de tempo em A Vida da Gente marcou crescimento de Júlia e casamento de Rodrigo e Manuela. (Foto: Reprodução)

Passagem de tempo em A Vida da Gente marcou crescimento de Júlia e casamento de Rodrigo e Manuela. (Foto: Reprodução)

O capítulo da última quarta (21) de A Vida da Gente, atual novela em reprise na faixa das 18h da Rede Globo, trouxe o momento chave da trama: a passagem de tempo que marca o crescimento de Júlia, o casamento de Rodrigo e Manuela e o envelhecimento dos personagens da história.

Usado com frequência, o recurso de usar o salto no tempo em novelas é antigo e tem sido adotado pelos autores desde que o gênero começou a se popularizar no Brasil.

Na lista de hoje, O Canal te relembra novelas nas quais a passagem de tempo foi essencial para o andamento da história.

Além do Tempo

Além do Tempo: uma das mais marcantes passagem de tempo.

Além do Tempo: uma das mais marcantes passagem de tempo. (Reprodução)

Talvez o exemplo mais extremo, Além do Tempo fez muito barulho desde o anúncio de sua premissa: uma novela onde haveria uma passagem de tempo de 150 anos. Para que isso fosse possível, todos os personagens morreriam no passado, na primeira fase da trama, e reencarnariam nos dias atuais, com o objetivo de “pagar” o karma da vida que viveram.  A trama fez muito sucesso e causou uma comoção nacional quando os mocinhos Lívia e Felipe morreram no século 19 e se reencontram no futuro, sendo esta uma das cenas mais marcantes da trama.

Da Cor do Pecado

A atual reprise da faixa das 23 horas no Vale a Pena Ver de Novo também foi uma novela que usou a passagem de tempo como elemento chave. Durante 20 e tantos capítulos, observamos o início da história de Preta e Paco e a desilusão do jovem botânico com o pai, que o leva a assumir o lugar do irmão gêmeo, Apolo, após ele ser dado como morto. É aí que a novela pula 8 anos, mostrando Paco vivendo a vida que era de Apolo e Preta com seu filho com ele, Raí, chegando ao Rio de Janeiro.

Segundo Sol

Segundo Sol tem passagem de tempo em sua trama. (Foto: Reprodução)

A última trama de João Emanuel Carneiro na faixa das 21h foi outra na qual a passagem de tempo exerceu um papel fundamental na história. Na novela, Beto Falcão, famoso cantor de axé, era dado como morto após um acidente de helicóptero. Vendo na sua “morte” a chance de lucrar muito com o mito criado, Beto aceita seguir com a farsa e assume a identidade de Miguel, um primo de Beto. 18 anos depois, Beto ainda continua com a vida de Miguel e escondendo a verdade até de seu próprio filho, a quem criou como se fosse um padrasto.

Avenida Brasil

Assim como em Segundo Sol, JEC fez de Avenida Brasil uma de suas novelas com passagem de tempo. Os 7 primeiros capítulos da novela fenômeno mostram a pequena Rita sendo abandonada no lixão pela megera madrasta Carminha, após a morte de seu pai, e se apaixonando por Batata, bem como o golpe de Carminha para cima de Tufão. No capítulo 7, então, a trama salta mais de 20 anos no futuro, para trazer a jovem Nina (antiga Rita) como uma pessoa que cresceu com sede de vingança por tudo que lhe foi feito.

Chocolate com Pimenta

Chocolate com Pimenta. (Foto: Reprodução)

A mais famosa trama de Walcyr Carrasco na faixa das 18h, Chocolate com Pimenta também é dividida em duas fases, separadas por 7 anos entre uma e outra. Aqui, a passagem de tempo é crucial para que a mocinha Ana Francisca se case com Ludovico, tenha seu filho Tonico, veja o amigo fiel morrer e então decida voltar para Ventura, disposta a se vingar de todos aqueles que no passado lhe fizeram mal – inclusive o amor de sua vida, Danilo.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA