CONECTE-SE CONOSCO

Equipe da Globo é assaltada e cinegrafista é feito refém

Publicado há

em

Natalia Teodoro, apresentadora do JAM 2 na Globo, foi assaltada na segunda-feira, 2 (Foto: Rede Amazônica/Divulgação)

Natalia Teodoro, apresentadora do JAM 2 na Globo, foi assaltada na segunda-feira, 2 (Foto: Rede Amazônica/Divulgação)

Bandidos levaram apenas o dinheiro dos profissionais da Globo e ninguém se feriu. Suspeitos seguem foragidos.

Uma equipe de reportagem da Rede Amazônica, filiada Globo no Amazonas, foi assaltada na tarde de segunda-feira, 2, em Manaus. Os suspeitos renderam os profissionais e levaram o carro em que eles estavam. Um cinegrafista foi obrigado a conduzir o veículo. Ele foi liberado cerca de 20 minutos depois.

A apresentadora do Jornal do Amazonas 2ª edição, Natalia Teodoro, a produtora Camila Romano e o cinegrafista Fabrício Costa saíam da Rua Lírio das Antilhas depois de uma gravação, quando foram abordados por dois rapazes, sendo que um deles estava armado.

Os suspeitos pediram para a apresentadora e para a produtora descerem do carro e obrigaram o cinegrafista a guiar o veículo. Já no bairro São José, os criminosos saíram do carro, depois de levarem dinheiro do cinegrafista.

Segundo a polícia, a mesma dupla – que segue foragida – já tinha assaltado um motorista de aplicativo horas antes, no bairro São José.

A equipe registrou um Boletim de Ocorrência no 27º Distrito de Polícia. Apesar do susto, ninguém sofreu nenhum ferimento e todos passam bem.

Comente com seu Facebook

Advertisement
Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Evê Sobral homenageia Maria Alice Vergueiro

Publicado há

em

Evê Sobral Homenageia Maria Alice Vergueiro (Foto: Reprodução)

Evê Sobral Homenageia Maria Alice Vergueiro (Foto: Reprodução)

Maria Alice Vergueiro morre aos seus 85 anos  é a homenageada desta semana pelo apresentador Evê Sobral no programa Findi Quiz da Rede Brasil de Televisão.

Com  mais de 50 anos de carreira, Maria foi uma grande dama do teatro brasileiro, com sua participação marcante na teledramaturgia deixando sua personagem em Sassaricando na memória de todos os fãs do país. Também com o marcante “Tapa na Pantera”que gerou um livro de grande sucesso.

Evê também continua apresentando as melhores charges do mundo do entretenimento, as frases dos grandes artistas e personagens e os trailers originais dos filmes apresentados.

Confiram os filmes desta semana; quinta (04) na sessão Quinta Nobre, às 21h35 “O Feitiço de Áquila”. Sexta (05), às 01hs no Cine Alta Tensão “Alein, O Oitavo Passageiro”. Sábado (06), às 01hs no Cine Rede Brasil TOP “Querida Encolhi As Crianças” e no domingo (07), às 18h55 no Sucessos do Cinema “Resident Evil 2 – Apocalipse”.

Evê Sobral Homenageia Maria Alice Vergueiro (Foto: Reprodução)

Evê Sobral Homenageia Maria Alice Vergueiro (Foto: Reprodução)

O programa Findi Quiz é um dos recordistas de audiência da Rede Brasil de Televisão, chegando a atingir três pontos no IBOPE e passando à frente de diversas emissoras.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Famosos

Jaqueline Sobrinho já é sucesso e esta chegando a 5 milhões

Publicado há

em

Jaqueline Sobrinho (Foto: Reprodução)

Jaqueline Sobrinho (Foto: Reprodução)

Jaqueline Sobrinho tem 23 anos, é influenciadora digital, atriz pela escola de atores Wolf Maya e vem arrasando nas redes sociais. A carioca, conhecida como Jaque Sobrinho diz que Atuar, cantar e produzir conteúdos para o YouTube é sua paixão e que se sente realizada nesse caminho. Seu trabalho proporciona momentos maravilhosos e o carinho que recebe de todos que acompanham, a influenciadora carioca, mostra a cada dia que ela está no caminho certo.

Seu maior objetivo é continuar trazendo alegria para os seus seguidores e a todos que estão a minha volta. E agora também através da música. O tema da música “Minha mãe nem sabe” veio através de um vídeo, gravado para canal do youtube da Jaque, onde repetia esta frase várias vezes. Utilizando um app, que a transformava em criança, brincava com algumas situações em que as crianças costumam fazer escondido dos pais. E assim essa frase acabou virando um bordão, entre os seguidores.

Jaqueline Sobrinho (Foto: Reprodução)

Jaqueline Sobrinho (Foto: Reprodução)

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Famosos

Sala de aula em tempos de coronavírus: como a EAD está ajudando no processo de aprendizagem

Publicado há

em

Tecnologia é aliada das atividades educacionais, mas nova rotina desafia estudantes e familiares (Foto: Reprodução)

Tecnologia é aliada das atividades educacionais, mas nova rotina desafia estudantes e familiares (Foto: Reprodução)

Milhões de alunos estão fora das salas de aula em todo o país e para ajudar os profissionais que precisam se adaptar a modalidade de ensino a distância, especialista da Unicesumar dá dicas para auxiliar nesse processo

Do dia para a noite, a pandemia provocada pela Covid-19 fez com que novos hábitos fossem adotados por toda a população mundial. Para evitar a propagação do vírus, o confinamento preventivo em casa criou uma intersecção na trajetória das modalidades de ensino. No Brasil, o Ministério da Educação publicou uma portaria (343) que autoriza “em caráter excepcional” a substituição de aulas presenciais por aulas do modelo de educação a distância (EAD) que utilizem tecnologia de informação e comunicação remota para cursos em andamento.

O isolamento afastou perto de 1,5 milhão de alunos das escolas. Nas universidades, o número é ainda maior. Em alguns casos, as aulas foram suspensas e, em outros, migradas para outra modalidade. Segundo a head de graduação da EAD Unicesumar, Márcia de Souza, muitos precisaram se adaptar ao esquema de home office e iniciou uma corrida contra o tempo para as instituições que não dispunham de ferramentas e plataformas on-line. “A educação 4.0 exige muito dos professores e das organizações. É um novo mindset para quem atuava apenas com recursos presenciais. Agora, a sala de aula está no celular, no tablet e no computador, transportando o professor para estas telas e fazendo com que ele utilize novos meios para repassar o conteúdo e tirar as dúvidas dos alunos”, explica.

Porém, de acordo com a professora, a EAD ainda é a solução que melhor se encaixa à realidade atual, seja para oferecer novas possibilidades de aprendizagem ou para garantir o cumprimento dos 200 dias letivos exigidos pela lei. “A flexibilidade dos diversos meios de transmissão de conteúdo – vídeos, textos, aplicativos, jogos -, acabam beneficiando o processo de aprendizagem e ainda possibilitam que mesmo estando em casa, os estudantes deem continuidade aos estudos, sem perder a interação com alunos e colegas”.

Para Márcia, os professores exigem muito que os alunos pesquisem, que se aprofundem nos conteúdos e que absorvam toda a bagagem. Agora, o desafio é lançado também sobre os docentes. “E como fazer nesses momentos em que a sala fica vazia e o professor continua atuando? Acabamos nos movendo por meio do desafio do saber. Somos convidados a nos reinventar, seja pela educação 4,0 ou seja pelo momento em que as famílias estão dentro dos seus lares”.

Sala de aula em tempos de coronavírus: como a EAD está ajudando no processo de aprendizagem (Foto: Reprodução)

Sala de aula em tempos de coronavírus: como a EAD está ajudando no processo de aprendizagem (Foto: Reprodução)

Com o objetivo de ajudar os docentes nesse processo em que os projetos de vida precisam continuar ativos e as pessoas precisam seguir aprendendo, a head preparou algumas dicas para migrar do ensino presencial para a EAD. Confira.

  • Busque ferramentas que auxiliem no processo. O Google oferece alguns aplicativos como o Classroom e o Hangouts que permitem o compartilhamento do conteúdo e o encontro com os alunos. O melhor: está disponível para qualquer um que tenha conta na plataforma.
  • Tenha vontade de aprender. A sua sala de aula nunca mais será a mesma, pois o momento deixará impactos no nosso modo de vida. Use da motivação para encontrar recursos digitais e se sentir seguro na sua adoção, você vai precisar estudar, perguntar para amigos, pesquisar e até criar seu próprio roteiro.
  • Reinvente-se e seja resiliente. Buscar novas maneiras e formatos ensinam durante o processo. Nem tudo dará certo na primeira tentativa. Caso isso aconteça, não desista e tente novamente. Converse com outros profissionais, troque experiências e encontre o melhor formato para você.
  • Forme uma rede de apoio e troca de experiências. Se você já utiliza recursos ou conhece aplicativos que podem ajudar outros professores, compartilhe. Ao estabelecer uma rede, aparecem diversas possibilidades que podem ser testadas e exploradas por todos. Troque experiências e materiais, inspire outras pessoas que estão vivendo o mesmo que você.
  • Tenha paciência. As aulas on-line não são iguais as presenciais. A forma de interagir com a câmera e com os alunos, por meio de chats ou fóruns, é diferente. É preciso estar aberto para novos formatos e se adaptar a eles.
  • Procure estabelecer horários específicos e mantenha uma rotina. Isso facilitará a interação com os alunos durante as aulas e, especialmente, auxiliará no ajuste e preparo dos novos conteúdos e aulas.

Durante o isolamento, a Unicesumar está oferecendo a população, mais de 70 cursos gratuitos através de sua plataforma EAD. São opções voltadas para crescimento pessoal e profissional, além do estímulo ao desenvolvimento do empreendedorismo. Entre os ofertados, “Análise de Mercado para Lançamento de Novos Produtos”, “Ferramentas Operacionais e Estratégicas na Gestão de Pessoas em Organizações”, “Inglês Regular”, “Princípios da Gestão de Recursos Humanos”, e mais diversas opções. Basta acessar: conteudo.universoead.com.br/cursos-gratuitos e se cadastrar.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

⚡EM ALTA