CONECTE-SE CONOSCO

Esportes

Opinião: Mais acessível, Jornalismo esportivo vê presença de mulheres aumentar mesmo sob fortes resistências

Publicado há

em

No século passado, as mulheres trabalhavam em média 16 horas por dia. No Dia Internacional da Mulher a redação do O Canal cita a presença feminina no jornalismo esportivo (Foto: Descrição)

No século passado, as mulheres trabalhavam em média 16 horas por dia. No Dia Internacional da Mulher a redação do O Canal cita a presença feminina no jornalismo esportivo (Foto: Descrição)

O dia 08 de março é conhecido mundialmente como o Dia Internacional da mulher, entretanto, no Brasil este dia não é considerado como feriado nacional. A história desta celebração não é recente e envolve luta, preconceito e muita resistência por parte das mulheres. No entanto, é também um momento especial para uma reflexão sobre a presença feminina no jornalismo esportivo.

Segundo uma pesquisa realizada em 2017, pelo IBGE, 68% das mulheres no Brasil nunca praticaram esporte. Além disso, de acordo com o relatório do “Movimento Vida”, a prática do esporte entre as mulheres é 40% inferior ao dos homens.

+Laços de Família: Helena tira satisfação com Pedro, Íris foge de todos e Simone transa com Orlando

Contudo, quando se trata de televisão, a presença feminina é muito constante nas mesas redondas ou em debates esportivos, após rodadas. Essa representatividade foi crescendo e quebrando barreiras e talvez a jornalista Renata Fan seja a principal inspiração para muitas meninas.

Em suma, mesmo assim, o preconceito está presente e velado ao erro cometido no momento de analisar ou expressar uma opinião. A comentarista do Grupo Globo, Ana Taís Matos, já chegou a ter o número clonado e encara diariamente o preconceito no esporte da Globo.

Crescimento das mulheres no Jornalismo esportivo:

A Globo sempre teve um número muito alto de mulheres no Jornalismo Esportivo

A Globo sempre teve um número muito alto de mulheres no Jornalismo Esportivo

Quando se trata de jornalismo esportivo, as coisas sempre foram mais difíceis. O primeiro passo da mulher ao ingressar no esporte é enfrentar um ambiente machista e desfavorável, entretanto isso não impediu o crescimento da presença feminina.

Atualmente todos os canais abertos contam com ao menos uma mulher no comando de pautas esportivas e com o  crescimento do futebol feminino, elas chegaram até para a narração de muitas modalidades.

No ano passado, a Globo contratou a narradora Renata Silveira como sua 1° locutora da história do esporte. Além disso, em esporte de maior contato como o UFC, o Grupo Globo tem como a principal especialista a jornalista Ana Hissa.

+Joel Datena faz comentário sobre Edu Guedes e apresentador rebate

Hoje em dia, é muito comum notar a presença de Blogs, Podcasts e conteúdos produzidos por mulheres, dentro do jornalismo esportivo. Limitando ainda mais o preconceito sobre o conhecimento que parte de um discurso ultrapassado e paternalista.

Por fim, a presença da mulher não deve se limitar apenas aos esportes na TV, mas como também em oportunidades no dia a dia. Diariamente surgem denúncias com descasos aplicados nas categorias de base, no futebol feminino, atrasando o desenvolvimento da modalidade.

A maior exibição de eventos femininos em TV aberta pode ser um caminho de inspiração e sobretudo de oportunidades. É necessário não apenas celebrar, mas também aplicar esta data no nosso dia a dia.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esportes

SBT aposta em campeões nacionais para barrar audiência da final do BBB21

Publicado há

em

O SBT decidiu apostar nos campeões nacionais para o duelo contra o BBB

O SBT decidiu apostar nos campeões nacionais para o duelo contra o BBB

O SBT já definiu a estratégia para o mês de Maio e decidiu apostar nos principais times brasileiros do momento para barrar a audiência do BBB. Em resumo, com data marcada para o dia 4 de Maio, a final do BBB21 terá a dura missão de competir com jogos de Flamengo e Palmeiras na Libertadores.

Com isso, no próximo mês, a emissora de Silvio Santos terá a partida entre LDU (EQU) X Flamengo, às 21h30. O duelo pode selar a classificação do rubro-negro, que venceu a primeira rodada e já soma 3 pontos.

A escolha do SBT pelo clube carioca aconteceu porque o Flamengo lidera os índices de audiência em jogos na TV aberta e fechada. Em suma, na estreia da equipe, a emissora de Osasco também exibiu e teve números satisfatórios com a partida narrada por Luiz Alano.

Já para São Paulo, o SBT decidiu apostar no atual campeão Palmeiras. O verdão está na mesma situação que o rubro-negro e o duelo contra o Defensa y Justicia (ARG), também pode selar a classificação do alviverde.

No entanto, o jogo do Palmeiras deve ser transmitido para poucas praças do Brasil. A narração desse duelo será de Téo José, com os comentários de Mauro Beting.

Entretanto, dentro da Globo existe uma certa tranquilidade em relação a audiência pelo fato do BBB ser o líder de audiência desde sua estreia. Até agora, o reality show da Globo possui uma média de 28 pontos no Ibope e a tendência é aumentar na grande final.

+Ana Maria é ignorada por Tiago Leifert na Globo e manda indireta ao vivo; entenda

SBT acerta com Silva Júnior para a Libertadores:

Ainda na Libertadores, o SBT acertou a contratação de mais um narrador para o final da fase de grupos. Se trata de Silva Júnior, ex-Fox Sports. Contudo, o profissional já fez sua estreia e ficará de Stand-by, para caso aconteça algo com Téo José e Luiz Alano.

Por fim, o SBT também contratou Nadine Bastos e finalmente fechou o quadro de transmissão com a chegada da comentarista de arbitragem.

 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Esportes

SBT acerta a compra de mais um campeonato europeu e emissora bate recorde na TV aberta

Publicado há

em

O SBT decidiu abrir os cofres e acertou a compra dos direitos de transmissão da Liga Europa

Em suma, o SBT decidiu abrir os cofres e acertou a compra dos direitos de transmissão da Liga Europa

O SBT continua nadando de braçada quando o assunto é direitos de transmissão de campeonatos esportivos. Em resumo, a emissora da Osasco acertou a compra de mais uma competição europeia, totalizando 3 campeonatos continentais só na TV aberta.

Com isso, a segunda competição mais popular da Europa será exibida na emissora de Silvio Santos a partir de Agosto de 2021, com contrato até 2024.

A informação foi publicada inicialmente pela “Máquina do Esporte” e confirmada pela redação do O Canal. Além disso, o modelo de transmissão será igual o da Liga dos Campeões e a emissora paulista terá a missão de transmitir um jogo por rodada.

Outro dado marcante é a volta da Liga Europa para a TV aberta após uma década. Em suma, a última edição em canais populares aconteceu em 2011, na RedeTV.

Contudo, o SBT prepara o anúncio, que deve ser feito nos mesmos moldes da Liga dos Campeões, e os detalhes finais ainda estão sendo discutidos.

+Record muda detalhe em Power Couple para ‘fugir’ da Globo; entenda

+Ana Maria é ignorada por Tiago Leifert na Globo e manda indireta ao vivo; entenda

SBT e a cultura esportiva no canal:

Na medida em que acerta a compra de mais competições relevantes, o SBT se torna cada vez mais um canal com uma cultura esportiva. Até agora, com a chegada da Liga Europa, a emissora de Silvio passa a ter 4 campeonatos na TV aberta: Libertadores, Liga dos Campeões e Liga Europa e Copa América.

No entanto, além dos torneios internacionais, o SBT decidiu criar um programa esportivo que atualmente faz muito sucesso: O Arena SBT. Com apresentação de Benjamin Back, a atração pode sofrer alterações e ser exibida nas manhãs, para competir com o Jogo Aberto e Os Donos da Bola.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Esportes

SBT fecha com novo narrador para a sequência da Libertadores

Publicado há

em

Silva Júnior agora faz parte do Time SBT

Silva Júnior agora faz parte do Time SBT. Foto reprodução

O SBT continua investindo pesado na equipe de transmissão para as competições esportivas. Em resumo, de acordo com o colunista do UOL, Gabriel Vaquer, a emissora de Osasco acertou a contratação pontual do narrador Silva Júnior.

Com isso, o profissional ex-Fox Sports vai narrar alguns jogos no SBT pelo menos até o final da fase de grupos da Libertadores. Silva Júnior será uma espécie de 3° narrador do canal e ficará de “Stand-by”, para caso aconteça algo com Téo José e Luiz Alano.

Entretanto, Silva tem muita experiência com futebol e todavia trabalha na BandNews e no aplicativo OneFootball como narrador.

Contudo, a estreia de Silva Júnior já aconteceu e por enquanto suas tarefas foram descrever os gols de outras partidas, durante o intervalo das transmissões esportivas na emissora de Silvio Santos.

Ainda de acordo com a coluna, o narrador confirmou o acerto e disse estar muito feliz em ser lembrado pela direção esportiva do SBT.

Durante essa fase de grupos da Libertadores, ficarei no suporte gravando os offs que precisarem e, se uma eventualidade acontecer com o Téo José ou o Luiz Alano, eu entro como substituto. Me vejo como um terceiro goleiro numa Copa do mundo, entende?”, comparou Silva.

“Foi tudo muito repentino, mas fui extremamente bem recebido e estou impressionado com a estrutura que a empresa nos oferece”, finalizou Silva Júnior.

+Sergio Marone abre o jogo sobre seu futuro nas novelas; confira

Silva Júnior é mais um ex-Fox Sports, no SBT:

Assim como Nadine Bastos, Silva Júnior é outro profissional ex-Fox Sports a acertar com o SBT. Contratada recentemente, a comentarista de arbitragem estava na Globo, mas começou sua carreira no extinto canal esportivo.

Por fim, Silva Júnior também fez parte do grupo de demitidos com a fusão entre a Fox e a ESPN, mas pouco tempo depois está de volta à TV.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA