CONECTE-SE CONOSCO

Notícias da TV

Na cobertura da tragédia de Brumadinho, RecordTV se destaca e SBT decepciona

Publicado há

em

Em diferentes graus, as emissoras brasileiras cobriram o desastre em Brumadinho ao longo da sexta. (Fotos: reprodução/@tulio/@uaiteve/@JordanFerreira_/@limaalef)

Como já vinha ocorrendo desde as primeiras informações sobre o desastre na barragem de Brumadinho, Globo e RecordTV dominaram a cobertura sobre o assunto em seus telejornais do horário nobre.

A emissora carioca exibiu inúmeros boletins sob o comando de Renata Vasconcellos ao longo da tarde, chegando a dividir a tela mesmo enquanto a bola rolava na Copa São Paulo de Futebol Júnior. A intervenção foi para noticiar a confirmação do número de desaparecidos, que então era de 200 (estava em 150 no fechamento desta reportagem). A rede abriu espaço ainda para o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro em Brasília.

O chefe do Executivo falou com exclusividade para a RecordTV, confirmando a visita que fará para sobrevoar a região na manhã deste sábado (26). O antecipado Cidade Alerta fez uma boa cobertura, mas pecou ao cair na tentação de em alguns instantes aflorar o bairrismo e abrir espaço para um temporal padrão de verão em São Paulo, daqueles que se acumulam aos montes no início do ano. Na capital paulista, nenhuma vítima no dia.

No horário nobre, o Jornal da Band foi esticado até um pouco mais tarde. A edição do telejornal teve diversas falhas técnicas, mas conseguiu informar ao vivo de Brumadinho, mesmo que por telefone.

Foi um resultado bem mais relevante ao telespectador que o do SBT Brasil, que tocou boa parte da sua edição como se tratasse de uma sexta-feira comum. O noticiário sobre o rompimento da barragem foi concentrado em um parco espaço nos minutos finais. E a emissora não pode se queixar de falta de estrutura, já que conseguiu até link da TV Alterosa, sua afiliada mineira, em Brumadinho.

Mais cedo, o canal já havia passado vexame com o assunto sendo ignorado pelo Fofocalizando, exibido ao vivo. Na Anhanguera, aparentemente boas coberturas do jornalismo só estão liberadas se calharem de vir durante a madrugada. É quase como se o trabalho ocorresse em um fuso que não o de Brasília.

Já o Jornal Nacional fez uma cobertura correta. Informou sobre o tamanho do desastre e utilizou repórteres por diversas praças cobrindo os seus impactos. De deslize, a edição terminou com “boa noite” e trilha mesmo quando 7 mortos já estavam confirmados.

O modo padrão do JN permitiu que o telejornal mais completo da noite fosse o Jornal da Record. No primeiro grande teste da gestão de Antonio Guerreiro, o JR surpreendeu. A emissora, que já havia contado com a agilidade de sua sucursal mineira para registrar e divulgar um emocionante resgate que virou notícia em sites e emissoras de todo o planeta, trouxe o seu DNA de hard news, que andava adormecido, de volta.

Nos últimos anos, a RecordTV viu a Globo ser superior em coberturas como a do acidente aéreo com a equipe da Chapecoense ou pelo menos equivalente em ocasiões como a greve dos caminhoneiros e a prisão do ex-presidente Lula. Dessa vez conseguiu se sobressair, tal qual fazia há cerca de uma década.

Além da equipe da RecordTV Minas, o jornalista Eduardo Ribeiro foi rapidamente deslocado para Brumadinho. Ele estava apresentando o JR durante as férias de Celso Freitas. Sua segurança nas intervenções ao vivo é notória e mostra que ele merece desafios maiores que a cobertura política, geralmente imersa em protocolos que limitam o trabalho.

Adriana Araújo dispensa maiores comentários. Ela já se tornou um dos maiores nomes do país para coberturas ao vivo, com uma regularidade que faz com que a casa sempre escale ela ou Reinaldo Gottino como dupla padrão em momentos mais relevantes. Foi assim há pouco na posse presidencial, por exemplo.

Nesta sexta (26), o formato ajudou seu talento. Adriana recebeu especialistas no estúdio, como o comandante Hamilton, que comentou a perícia do resgate registrado pela emissora. E ficou a maior parte do tempo fora da bancada, fazendo um eficiente uso do telão do estúdio.

E ao contrário do que já ocorreu em outros momentos de comoção, não houve apelação no tom. A RecordTV dedicou um largo espaço ao tema, como ele merece, mas sem cair no sensacionalismo de outrora nem no oficialismo do presente quando trata da pauta política.

A tendência é de que o destaque siga ao longo do sábado, já que o canal programa o Fala Brasil no ar a partir das 7 da manhã, enquanto a Globo preferiu não repetir a realização de uma edição especial do Hora 1, como nos atentados de Paris em 2015. Na emissora líder, o primeiro espaço de jornalismo do dia será apenas no Hoje, às 13h20. É deduzível, contudo, que o É de Casa seja repleto de entradas, como as feitas por Renata Lo Prete nos breaks da noite passada.

Comente com seu Facebook

Advertisement
Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias da TV

Rachel Sheherazade balança e pode deixar o SBT

Publicado há

em

Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após 8 anos de contrato. A jornalista tem contrato até outubro com a emissora de Silvio Santos (Créditos: Reprodução)

Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após 8 anos de contrato. A jornalista tem contrato até outubro com a emissora de Silvio Santos (Créditos: Reprodução)

Não há nada de oficial, mas Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após o fim do seu contrato, que vai até outubro desse ano. A jornalista é a âncora feminina do telejornal SBT Brasil e já sofreu alguns castigos por emitir a sua opinião na atração.

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, colunista do portal R7, nada pode-se afirmar sobre a permanência ou saída de Rachel Sheherazade do SBT, mas é oficial que a direção da emissora busca por novos nomes femininos para compor o elenco.

A jornalista Rachel Sheherazade no SBT Brasil (Foto: Reprodução)

A jornalista Rachel Sheherazade no SBT Brasil (Foto: Reprodução)

Rachel iniciou a sua carreira como repórter, no início da década de 90 onde permaneceu até o início dos anos 2000. Em 2003 assumiu um telejornal local na Paraíba e só oito anos depois despertou o interesse de Silvio Santos. Apresenta o SBT Brasl desde 2011.

Adriane Galisteu vive impasse na Record:

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo acertado para retornar ao ar na TV aberta no primeiro semestre do ano. A loira foi escolhida pela direção da Record para apresentar o Power Couple Brasil, em substituição a Gugu Liberato. Galisteu é rival de outras duas apresentadoras da casa: Ana Hickmann e Xuxa Meneghel.

Por conta da pandemia e da paralisação de todas as gravações, Adriane Galisteu não conseguiu assinar contrato com a Record e agora fica a dúvida sobre o futuro da loira com a emissora. Uma nova edição do Power Couple Brasil só deve acontecer no primeiro semestre do ano que vem.

Ao longo dos seus 25 anos de carreira, Adriane Galisteu fez sucesso na Record no início dos anos 2000 quando comandou o programa É Show. Retornou à emissora entre 2013 e 2014 para comandar três edições especiais do extinto Domingo da Gente.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias da TV

Sikêra Jr vira a grande estrela da RedeTV e tem salário milionário divulgado

Publicado há

em

Sikêra Jr é o novo grande sucesso da RedeTV no comando do programa policial Alerta Nacional e vem tocando o terror em Datena, da Band (Créditos: Reprodução)

Sikêra Jr é o novo grande sucesso da RedeTV no comando do programa policial Alerta Nacional e vem tocando o terror em Datena, da Band (Créditos: Reprodução)

Saiba todos os detalhes da situação de Sikêra Jr na RedeTV. O apresentador tornou-se um dos grandes destaques da programação nacional

Dono de uma das maiores audiência da RedeTV!, Sikêra Jr virou a grande estrela do canal paulista. O apresentador assumiu a faixa das 18h, horário em que nada que a emissora investisse dava certo, e em pouco tempo conseguiu levantar os índices de audiência.

De acordo com informações do jornalista Fefito, do UOL, Sikêra Jr deve ganhar algo em torno de 500 mil reais mensais, ultrapassando até mesmo Luciana Gimenez, que recebe mensalmente da emissora o valor de 400 mil reais. Sikêra tornou-se o novo preferido da RedeTV.

Alerta Nacional: Sikêra Jr e o elenco do programa da RedeTV, que está vencendo Datena no Recife (Crédito: Reprodução)

Alerta Nacional: Sikêra Jr e o elenco do programa da RedeTV, que está vencendo Datena no Recife (Crédito: Reprodução)

Vale destaque que mesmo com contrato longo com a RedeTV, e apresentando o Alerta Nacional para todo o Brasil, Sikêra Jr seguirá à frente do programa policial Alerta Amazonas, veículado apenas pela TV A Crítica (independente) em Manaus.

Sucesso:

Casado com Laura Peixoto, Sikêra tem um filho ainda bem pequeno, o Henrique de quase 3 anos de idade, e aproveita a boa fase para construir a sua mansão em Manaus. O apresentador já havia revelando que estava recebendo cerca de 500 mil reais por mês, entre RedeTV e TV A Crítica, além das inúmeras ações publicitárias.

Todo o sucesso de Sikêra tem chamado a atenção das outras emissoras e nos últimos dias o apresentador revelou já ter recebido convite da Record, onde recusou receber “dinheiro vindo de Jesus”, e até do SBT. O famoso, no entanto, declarou que permanecerá como está até o fim do seu contrato, de 3 anos.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias da TV

Adriane Galisteu, odiada por Xuxa e Ana Hickmann, vive impasse com a Record

Publicado há

em

Adriane Galisteu tem Xuxa Meneghel e Ana Hickmann como seus desafetos na Record (Crédito: Reprodução)

Adriane Galisteu tem Xuxa Meneghel e Ana Hickmann como seus desafetos na Record (Crédito: Reprodução)

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo acertado para retornar ao ar na TV aberta no primeiro semestre do ano. A loira foi escolhida pela direção da Record para apresentar o Power Couple Brasil, em substituição a Gugu Liberato. Galisteu é rival de outras duas apresentadoras da casa: Ana Hickmann e Xuxa Meneghel.

Por conta da pandemia e da paralisação de todas as gravações, Adriane Galisteu não conseguiu assinar contrato com a Record e agora fica a dúvida sobre o futuro da loira com a emissora. Uma nova edição do Power Couple Brasil só deve acontecer no primeiro semestre do ano que vem.

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo para assinar contrato com a Record, mas a direção voltou atrás na última hora (Créditos: Reprodução)

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo para assinar contrato com a Record, mas a direção voltou atrás na última hora (Créditos: Reprodução)

Ao longo dos seus 25 anos de carreira, Adriane Galisteu fez sucesso na Record no início dos anos 2000 quando comandou o programa É Show. Retornou à emissora entre 2013 e 2014 para comandar três edições especiais do extinto Domingo da Gente.

Outra reprise no horário nobre da Globo:

A direção de teledramaturgia da Globo ainda não bateu o martelo, mas deve vir mais uma reprise no horário nobre ainda este ano. Com a paralisação nas gravações, a inédita Amor de Mãe teve a sua primeira temporada encerrada e só deve retornar ao ar em outubro. Fina Estampa entrou com uma edição especial como substituta.

Segundo informações do jornalista Flávio Ricco, colunista do portal R7, com o fim de Amor de Mãe a Globo pode reprisar uma outra novela. Um Lugar ao Sol, de Lícia Manzo, é a substituta da trama da autora Manuela Dias, mas provavelmente não estará pronta a tempo.

Amor à Vida, do autor Walcyr Carrasco e exibida pela Globo na faixa das nove em 2013, e Salve Jorge, da autora Glória Perez e exibida em 2012, são as tramas que concorrem neste momento a vaga de reprise na edição especial da emissora carioca.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

⚡EM ALTA