CONECTE-SE CONOSCO

Notícias da TV

No Roda Viva, Glenn Greenwald comenta sobre o Lava Jato: “me arrependo de ter apoiado”

Publicado há

em

Glenn Greenwald foi o convidado o Roda Viva na segunda-feira, 2 (Foto: Reprodução/TV Cultura)

Glenn Greenwald foi o convidado o Roda Viva na segunda-feira, 2 (Foto: Reprodução/TV Cultura)

Durante o programa, Glenn alfinetou Moro e Dallagnol, não relevou as fontes do The Intercept e disse que investigação contra seu marido é uma tentativa de intimidá-lo.

Em entrevista a jornalistas do programa “Roda Viva”, da TV Cultura, na segunda-feira, 2, Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, reafirmou, diante da insistência dos entrevistadores, que as mensagens entre procuradores do Ministério Público Federal (MPF) e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, que vêm desvendando a nuance parcial e política da operação Lava Jato, são autênticas.

Desde o início do programa o convidado foi questionado sobre sua opinião a respeito da Operação Lava Jato, Glenn respondeu ter apoiado a ação da Polícia Federal, mas se arrepende.

“Me arrependo de ter apoiado. No passado, inclusive, eu era atacado pela esquerda por apoiá-los. Via vícios na operação, mas achava que seu propósito era importante”, ressaltou.

Glenn Greenwald disse que as investigações abertas contra seu marido, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), para apurar a prática da chamada “rachadinha” – quando funcionários comissionados devolvem dinheiro ao político que os contrata – no período em que ele era vereador no Rio, conforme noticiado pela revista Época na semana passada, são uma estratégia para intimidar a ambos.
“Exatamente como Sergio Moro tentou abusar de seu poder comandando a Polícia Federal, influenciando o Coaf [Conselho de Controle de Atividades Financeiras], para primeiramente me investigar, e o Supremo [Tribunal Federal] impediu isso, porque foi uma violação da liberdade de imprensa, como retaliação, agora estão fazendo contra o meu marido. É só isso. Nunca vai ter evidência”, disse Greenwald, ao ser sabatinado.

Glenn Greenwald responde sabatina no programa Roda Viva (Foto: Reprodução/TV Cultura)

Glenn Greenwald responde sabatina no programa Roda Viva (Foto: Reprodução/TV Cultura)


Ele contou que todo o conteúdo foi analisado por especialistas, inclusive estrangeiros, e que as conversas ainda passaram por análises de outros veículos que estão divulgando a série, como a Veja, a Folha de S. Paulo, o El País, a Agência Pública e o BuzzFeed.
“Esse jogo cínico que Moro e Dallagnol estavam fazendo acabou. Todos sabem que as mensagens são autênticas. Temos um ministro da Justiça e um coordenador da Lava Jato que usavam métodos corruptos não em casos isolados, mas o tempo todo”, afirmou.
Por vários momentos do programa, os jornalistas tentaram “emparedar” Greenwald ao sugerirem que ele não deveria usar de um material obtido de maneira ilícita para fazer as matérias da Vaza Jato. O jornalista, então, lembrou que em todo o mundo democrático as maiores reportagens da história foram feitas baseadas em informações obtidas de forma ilegal, praticamente dando uma aula de jornalismo aos entrevistadores.
“Se você olha o jornalismo do mundo democrático, em boa parte das vezes é baseado em fontes que adquiriram informações de maneira ilícita. O caso do Pentagon Papers foi um exemplo disso, que mostrou que o governo dos EUA estava mentindo sobre a Guerra do Vietnã. Esses documentos foram mandados pela fonte para o The New York Times e hoje ele é um herói. Quando do caso Snowden, ninguém nesse país questionou o fato de que as informações foram adquiridas de maneira ilícita”, disparou Glenn.
Greenwald também negou que tenha pagado qualquer quantia financeira para sua fonte repassar as informações que obteve e também disse que sua equipe não trabalham com estratégia de “timing” para as matérias, mas apenas com apuração jornalística.
Confira à íntegra da entrevista:

Comente com seu Facebook

Advertisement
Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias da TV

Rachel Sheherazade balança e pode deixar o SBT

Publicado há

em

Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após 8 anos de contrato. A jornalista tem contrato até outubro com a emissora de Silvio Santos (Créditos: Reprodução)

Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após 8 anos de contrato. A jornalista tem contrato até outubro com a emissora de Silvio Santos (Créditos: Reprodução)

Não há nada de oficial, mas Rachel Sheherazade pode deixar o SBT após o fim do seu contrato, que vai até outubro desse ano. A jornalista é a âncora feminina do telejornal SBT Brasil e já sofreu alguns castigos por emitir a sua opinião na atração.

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, colunista do portal R7, nada pode-se afirmar sobre a permanência ou saída de Rachel Sheherazade do SBT, mas é oficial que a direção da emissora busca por novos nomes femininos para compor o elenco.

A jornalista Rachel Sheherazade no SBT Brasil (Foto: Reprodução)

A jornalista Rachel Sheherazade no SBT Brasil (Foto: Reprodução)

Rachel iniciou a sua carreira como repórter, no início da década de 90 onde permaneceu até o início dos anos 2000. Em 2003 assumiu um telejornal local na Paraíba e só oito anos depois despertou o interesse de Silvio Santos. Apresenta o SBT Brasl desde 2011.

Adriane Galisteu vive impasse na Record:

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo acertado para retornar ao ar na TV aberta no primeiro semestre do ano. A loira foi escolhida pela direção da Record para apresentar o Power Couple Brasil, em substituição a Gugu Liberato. Galisteu é rival de outras duas apresentadoras da casa: Ana Hickmann e Xuxa Meneghel.

Por conta da pandemia e da paralisação de todas as gravações, Adriane Galisteu não conseguiu assinar contrato com a Record e agora fica a dúvida sobre o futuro da loira com a emissora. Uma nova edição do Power Couple Brasil só deve acontecer no primeiro semestre do ano que vem.

Ao longo dos seus 25 anos de carreira, Adriane Galisteu fez sucesso na Record no início dos anos 2000 quando comandou o programa É Show. Retornou à emissora entre 2013 e 2014 para comandar três edições especiais do extinto Domingo da Gente.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias da TV

Sikêra Jr vira a grande estrela da RedeTV e tem salário milionário divulgado

Publicado há

em

Sikêra Jr é o novo grande sucesso da RedeTV no comando do programa policial Alerta Nacional e vem tocando o terror em Datena, da Band (Créditos: Reprodução)

Sikêra Jr é o novo grande sucesso da RedeTV no comando do programa policial Alerta Nacional e vem tocando o terror em Datena, da Band (Créditos: Reprodução)

Saiba todos os detalhes da situação de Sikêra Jr na RedeTV. O apresentador tornou-se um dos grandes destaques da programação nacional

Dono de uma das maiores audiência da RedeTV!, Sikêra Jr virou a grande estrela do canal paulista. O apresentador assumiu a faixa das 18h, horário em que nada que a emissora investisse dava certo, e em pouco tempo conseguiu levantar os índices de audiência.

De acordo com informações do jornalista Fefito, do UOL, Sikêra Jr deve ganhar algo em torno de 500 mil reais mensais, ultrapassando até mesmo Luciana Gimenez, que recebe mensalmente da emissora o valor de 400 mil reais. Sikêra tornou-se o novo preferido da RedeTV.

Alerta Nacional: Sikêra Jr e o elenco do programa da RedeTV, que está vencendo Datena no Recife (Crédito: Reprodução)

Alerta Nacional: Sikêra Jr e o elenco do programa da RedeTV, que está vencendo Datena no Recife (Crédito: Reprodução)

Vale destaque que mesmo com contrato longo com a RedeTV, e apresentando o Alerta Nacional para todo o Brasil, Sikêra Jr seguirá à frente do programa policial Alerta Amazonas, veículado apenas pela TV A Crítica (independente) em Manaus.

Sucesso:

Casado com Laura Peixoto, Sikêra tem um filho ainda bem pequeno, o Henrique de quase 3 anos de idade, e aproveita a boa fase para construir a sua mansão em Manaus. O apresentador já havia revelando que estava recebendo cerca de 500 mil reais por mês, entre RedeTV e TV A Crítica, além das inúmeras ações publicitárias.

Todo o sucesso de Sikêra tem chamado a atenção das outras emissoras e nos últimos dias o apresentador revelou já ter recebido convite da Record, onde recusou receber “dinheiro vindo de Jesus”, e até do SBT. O famoso, no entanto, declarou que permanecerá como está até o fim do seu contrato, de 3 anos.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias da TV

Adriane Galisteu, odiada por Xuxa e Ana Hickmann, vive impasse com a Record

Publicado há

em

Adriane Galisteu tem Xuxa Meneghel e Ana Hickmann como seus desafetos na Record (Crédito: Reprodução)

Adriane Galisteu tem Xuxa Meneghel e Ana Hickmann como seus desafetos na Record (Crédito: Reprodução)

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo acertado para retornar ao ar na TV aberta no primeiro semestre do ano. A loira foi escolhida pela direção da Record para apresentar o Power Couple Brasil, em substituição a Gugu Liberato. Galisteu é rival de outras duas apresentadoras da casa: Ana Hickmann e Xuxa Meneghel.

Por conta da pandemia e da paralisação de todas as gravações, Adriane Galisteu não conseguiu assinar contrato com a Record e agora fica a dúvida sobre o futuro da loira com a emissora. Uma nova edição do Power Couple Brasil só deve acontecer no primeiro semestre do ano que vem.

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo para assinar contrato com a Record, mas a direção voltou atrás na última hora (Créditos: Reprodução)

A apresentadora Adriane Galisteu estava com tudo para assinar contrato com a Record, mas a direção voltou atrás na última hora (Créditos: Reprodução)

Ao longo dos seus 25 anos de carreira, Adriane Galisteu fez sucesso na Record no início dos anos 2000 quando comandou o programa É Show. Retornou à emissora entre 2013 e 2014 para comandar três edições especiais do extinto Domingo da Gente.

Outra reprise no horário nobre da Globo:

A direção de teledramaturgia da Globo ainda não bateu o martelo, mas deve vir mais uma reprise no horário nobre ainda este ano. Com a paralisação nas gravações, a inédita Amor de Mãe teve a sua primeira temporada encerrada e só deve retornar ao ar em outubro. Fina Estampa entrou com uma edição especial como substituta.

Segundo informações do jornalista Flávio Ricco, colunista do portal R7, com o fim de Amor de Mãe a Globo pode reprisar uma outra novela. Um Lugar ao Sol, de Lícia Manzo, é a substituta da trama da autora Manuela Dias, mas provavelmente não estará pronta a tempo.

Amor à Vida, do autor Walcyr Carrasco e exibida pela Globo na faixa das nove em 2013, e Salve Jorge, da autora Glória Perez e exibida em 2012, são as tramas que concorrem neste momento a vaga de reprise na edição especial da emissora carioca.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

⚡EM ALTA