CONECTE-SE CONOSCO

Sem categoria

Perlla manda indireta pra Lexa e mensagem pra Anitta

Publicado há

em

Perlla (Foto: Reprodução)

As Coisas entre as musas do Funk não andam muito boas ultimamente, isso porque depois que Anitta se desculpou com as veteranas Tati Quebra Barraco, MC Carol e outras por dizer que foi “a primeira a abrir espaço para a mulheres do funk no Brasil”, agora a bola da vez foi a cantora Perlla que entrou na confusão e agradecer por ter sido citada como referência pela Poderosa.

Entretanto o que era para ser somente uma retribuição de um elogio, acabou virando numa direta para uma outra funkeira, dessa vez, Lexa. A cantora do hit “Tremendo vacilão” fez um texto enaltecendo Anitta e mandou um recado para a “Dona Sapequinha”, nome de uma música famosa de Lexa:

“(…) Todos que estão começando agora deveriam (nem preciso me citar, não, mas respeitar, porque a trajetória não foi fácil, viu, Dona Sapekinha? Aqui é Escola!)”, postou Perlla. Xiii…

Perlla (Foto: Reprodução)

A indireta bem direta foi feita durante um texto de agradecimento a Anitta, que disse no Instagram que Perlla foi uma das suas maiores inspirações no funk. Ela, então a poderosa agradeceu:

“Ser citada por essa dona do Brasil. Sim, todos os ritmos do Brasil deveriam aplaudir de pé. Minha linda, que você voe muito além. E obrigada por lembrar de mim e respeitar a minha história e carreira. Assim como respeito e amo o trabalho de todas. Deu para entender a sua matéria muito bem. Abriu brecha, não. Foi um caminho inteiro para todos. Muito mais sucesso”.  Disse Perlla.

Veja também:

Crítica: Léo Dias, sua saída do SBT e seu futuro incerto.

Saiba o novo possível destino de Léo Dias

Rachel Sheherazade passará por nova cirurgia

 

Comente com seu Facebook

Advertisement
CLIQUE PARA COMENTAR

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias da TV

A Praça é Nossa apresenta novo cenário para o natal, veja.

Publicado há

em

Carlos Alberto de Nóbrega inaugura o cenário especial de fim de ano do “A Praça é Nossa” (Foto: Divulgação/Lourival Ribeiro/SBT)

A praça mais famosa do Brasil irá festejar o Natal em bom estilo, isso porque a partir desta quinta-feira, 05 de dezembro, Carlos Alberto de Nóbrega irá inaugurar  um belíssimo novo cenário especial de fim de ano do “A Praça é Nossa”, que contará com uma bela árvore, boneco de neve, Papai Noel e muitos enfeites espalhados por todo o palco do humorístico. Quem nota a mudança é Sangue, personagem de Marlei Cevada, que chega comentando: “Tiozão, já é Natal?! Aproveitando esse clima natalino, me empresta um dinheiro aí?!”.

Matheus Ceará também fala sobre o assunto e diz: “bela árvore de Natal, mas o Papai Noel não é daquele tamanho, acho que ele foi inchando. Gostei, aqui ficou bonitinho este ano”. O programa exibe ainda os quadros “Paulinho Gogó”, “João Plenário”, “Dapena”, “A Ciumenta”, “O Bêbado”, “El Curandeiro”, “Piada do Caipira”, “Calça Grande” e “Os Malandros”.

Veja o cenário especial de fim de ano do “A Praça é Nossa” (Foto: Divulgação/Lourival Ribeiro/SBT)

A praça é nossa é um dos programas mais longevos da televisão brasileira, desde 7 de maio de 1987, até hoje é ele é sucesso de audiência de público e os humoristas que tiraram por lá foram reconhecidos nacionalmente, lá se vão mais de 1600 programa em 32 anos de existência. Vale destacar que Carlos Alberto de Nóbrega segue no comando do programa desde sua primeira edição. Em 2018 o programa ganhou o prêmio de “Melhor Humorístico” pelo Prêmio Contigo! Online.

Diversas personalidades passaram pelo programa como por exemplo Ronaldo Golias que era responsável pelos personagens Pacifico, Bronco, Profeta e Professor Bartolomeu. Maria Teresa interpretou A fofoqueira e Lady Grace Benedita, passando por Jorge Lafond o eterno Vera Verão. Atualmente o programa conta com mais de 20 personagens, desde Paulinho Gogó, João Plenário, Nina e Sangue, Saidera, Matheus Ceará e outros.

O programa também já recebeu convidados bastantes especiais como Clodovil, Popó, Pelé, Tande, Hortência, Gugu Liberato, Dercy Gonsalves, Kelly Key, Luís Inácio Lula da Silva, Daniel, Fagner, Fabio Jr, Roberta Miranda, Celso Portiolli, Bóris Casoy, Falamansa e outros.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Colunas

Mariana Leão: Bombeiro que humilhou atriz negra da Globo não pode ficar impune

Publicado há

em

A atriz Cacau Protásio, contratada do Grupo Globo, sofreu com humilhação e preconceito nos últimos dias. (Foto: Reprodução/Instagram/Montagem)

A atriz Cacau Protásio, contratada do Grupo Globo, sofreu com humilhação e preconceito nos últimos dias. (Foto: Reprodução/Instagram/Montagem)

Um dos assuntos da semana, a humilhação vivida pela atriz Cacau Protásio, contratada do Grupo Globo, é tema da estreia da coluna K entre nós. Cacau usou as redes sociais para desabafar sobre o episódio e prometeu não deixar a situação passar impune

A indignação popular é tamanha e já há forte pressão para que haja punição severa por parte do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro. Apesar da Corporação divulgar em nota que não compactua com qualquer ato discriminatório e se solidariza com a atriz da Globo Cacau Protásio, isso não é o suficiente.

O CBMERJ precisa identificar os agentes racistas e homofóbicos e tirar-lhes a farda de quem salva vidas, independentemente de cor, sexo, religião ou biotipo. A instituição mais confiável do Brasil precisa dar o exemplo, mantendo sua tradicional conduta ética e, à Justiça, cabe identificar e punir civilmente os autores dos ataques preconceituosos.

Aliás, em um ponto, tenho mesmo que concordar com eles, não somos mesmo iguais. Há algo que, de fato, diferencia e segrega o ser humano: o caráter! Existe o bom e o mau, o primeiro merece viver em liberdade, já o segundo, deve ser contido para que suas atitudes não prejudiquem inocentes. Claro que existe recuperação e depende de cada um, mas a impunidade não promove reflexão, nem tampouco mudanças de atitude.

*Por Mariana Leão

Entenda o caso

Atriz da Globo, Cacau Protásio passou por humilhação durante esse semana. Entenda o caso. (Foto: Reprodução/Instagram/Montagem)

Atriz da Globo, Cacau Protásio passou por humilhação durante esse semana. Entenda o caso. (Foto: Reprodução/Instagram/Montagem)

A atriz Cacau Protásio foi vítima de um crime que virou moda ultimamente, trata-se do racismo. O caso aconteceu durante uma gravação do seu próximo longa-metragem “Juntos e Enrolados” no Quartel Central do Corpo de Bombeiros, no centro do Rio de Janeiro no último domingo(24).

Começaram a circular os áudios em que alguns bombeiros criticam e ofendem agressivamente a atriz. Logo ela tratou de imediatamente fazer um vídeo falando sobre o assunto.

Em um desabafo triste e indignada, Cacau disse: “Eu estou fazendo um filme, que faço um bombeiro, sargento, e domingo, fui filmar no batalhão de bombeiros no centro da cidade. Fui super bem recebida, bem assessorada, sendo que tem um bombeiro que fez um vídeo de uma cena solta e espalhou por aí. Em momento algum ele desceu para saber o que estava acontecendo, o que era, e a cena que ele postou é o pedaço de uma cena que é um sonho do meu superior. Eu faço um filme, eu conto uma história, aquilo é ficção, não é realidade. E ele espalhou o vídeo com um áudio me chamando de negra, gorda, filha da p***, aquela cambada de viado… racismo é preconceito, se vocês não sabem, se ele não sabe isso é muito triste. Não entendi o porquê de tanto ódio” disse Cacau.

E seguiu dizendo: “Sou negra, sou gorda, sou brasileira, sou atriz, eu conto histórias conto ficção, não mereço ser agredida, assim como nenhuma pessoa”.

E Finalizou: “A gente não fez nada de absurdo, se as pessoas pedirem para ver a cena, vão ver que não tem nada de absurdo. Mas respeito a opinião dos bombeiros […] Mas peço que a gente tenha mais compaixão um com o outro”. No filme, Cacau interpreta a bombeiro Sargento Diana, seu parceiro de cena é o ator Marcos Pasquim, o filme tem estréia prevista para 2020.


*A coluna ‘K entre Nós’ é assinada pela jornalista Mariana Leão. Com 26 anos de profissão, passou por várias emissoras de TV. Apresentou o programa “Melhor Pra Você”, na Rede TV, foi repórter e apresentadora do “Hoje em Dia” da Record TV, foi repórter da Rede Globo e apresentadora de merchandising do “Domingão do Faustão”. Foi repórter do programa “Band Verão”. É a editora-chefe da revista “O Prelo” e assina esta coluna.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Radialista é afastado após fazer ataque homofóbico a jornalista do JN

Publicado há

em

Radialista Luiz Gama fez ataques homofóbicos ao jornalista Matheus Ribeiro (Foto: Reprodução)

Radialista Luiz Gama fez ataques homofóbicos ao jornalista Matheus Ribeiro (Foto: Reprodução)

O jornalista Matheus Ribeiro, um dos escolhidos pela Globo para fazer parte do especial de 50 anos do Jornal Nacional. Ele acabou sendo um dos âncoras que mais chamaram a atenção, e não foi apenas por seu talento para apresentador de telejornal. Antes mesmo de chegar à bancada, sua vida pessoal ganhou destaque porque ele foi o primeiro homossexual assumido a apresentar o jornal mais visto do país.

Acontece que Luiz Gama, radialista que de Goiânia, Goiás (mesmo estado de Ribeiro), usou sua conta oficial no Twitter para fazer comentários homofóbicos. Gama faz parte do quadro de funcionários da Rádio BandNews no estado.

“Puts! onde o Brasil vai parar? Queimar a rosca agora é moda. Um apresentador de telejornal de qualidade média virou a bola da vez no jornalismo nacional só porque revelou que sua rosquinha está à disposição. A qualidade profissional que se f…”, disse ele. Após a repercussão, o tweet foi apagado.

Jornalista Matheus Ribeiro participou do especiais de 50 anos do JN (Foto: Reprodução/TV Globo)

Jornalista Matheus Ribeiro participou do especiais de 50 anos do JN (Foto: Reprodução/TV Globo)

Radialista afastado

A BandNews Goiânia, então, decidiu afastar Luiz Gama de suas funções na emissora. Uma nota foi enviada para o colunista Leo Dias, do portal UOL, e afirma que a diretoria decidiu afastá-lo de seu quadro esportivo após os comentários.

“A decisão foi comunicada ao vivo pelo âncora Marcos Villas Boas, na manhã dessa segunda-feira. Ao defender os princípios de defesa contra ataques relacionado à cor da pele ou orientação sexual, Villas Boas disse que a emissora não manteria em seus quadros ‘quem não dança de acordo” com essas convicções”.

A Leo Dias, a BandNews deu outras informações. “Luiz Gama trabalhava para um grupo terceirizado de cobertura esportiva chamada os Fera do Esporte. A Band News FM Goiânia, diante do posicionamento inadequado do profissional, solicitou ao parceiro esportivo que o substitua.”

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

⚡EM ALTA