CONECTE-SE CONOSCO

Famosos

Regina Duarte declara que homofobia de Bolsonaro é “da boca pra fora”

Publicado há

em

Jair Bolsonaro e Regina Duarte. (Foto: Reprodução/Instagram)

Jair Bolsonaro e Regina Duarte. (Foto: Reprodução/Instagram)


Após postar uma foto ao lado do presidenciável Jair Bolsonaro, a atriz Regina Duarte ganhou mais de 300 mil seguidores em quatro dias. Para a atriz, o candidato tem “uma alma democrática” e interpreta as declarações de Bolsonaro com um “humor brincalhão típico dos anos 1950, que faz brincadeiras homofóbicas, mas que são da boca pra fora, coisas de uma cultura envelhecida, ultrapassada”.
A atriz concedeu uma entrevista em seu apartamento ao Estadão. Confira:
Quando você se sentiu à vontade para falar de Bolsonaro?
Foi há uns dois ou três meses. Eu estava “no armário”, e meu filho mais novo começou a me contestar: já que sempre fui uma pessoa democrática, aberta, justa, como eu podia me fechar no conceito de que Bolsonaro é bruto, tosco, ignorante, violento. “Você já chegou perto dele?” Respondi: “Não preciso me aproximar, sinto que é o candidato da raiva, da impotência, do ódio, contra a corrupção e não quero votar no emissário da raiva”. Mas, quando conheci o Bolsonaro pessoalmente, encontrei um cara doce, um homem dos anos 1950, como meu pai, e que faz brincadeiras homofóbicas, mas é da boca pra fora, um jeito masculino que vem desde Monteiro Lobato, que chamava o brasileiro de preguiçoso e que dizia que lugar de negro é na cozinha. Eu tinha algumas opções de voto, como o (Geraldo) Alckmin e o (João) Amoêdo, mas, nesse momento, me caíram fichas inacreditáveis, como as omissões do PSDB. Foi tudo ficando muito feio. Quantos equívocos, quantos enganos! Foi quando notei o tamanho da adesão desse país ao Bolsonaro e pensei: eu sou esse país, eu sou a namoradinha desse país.
Bolsonaro passa a imagem de ser truculento quando o assunto é homossexualidade, feminismo, quando fala sobre índios e nega efeitos negativos da ditadura.
São imagens montadas, pois mostram a reação dele, mas não a de quem provocou a reação. É unilateral. Quando souberam que ele ia se candidatar, começaram a editar todas as gravações e também a provocá-lo para que reagisse a seu estilo, que é brincalhão, machão. Daí fica a imagem de um homem tosco, bruto. Acredito que 80% dessas reações eram brincadeiras dele: você manda uma porrada e ele devolve outra. O homem com quem conversei durante 65 minutos quer chegar lá democraticamente, seguindo todas as regras das nossas instituições. Ele não estudou filosofia, mas o importante é seu preparo para nos proteger da roubalheira descarada. Bolsonaro é fruto do País, é resultado dos erros monstruosos do PT e da falta de mea-culpa.
Você abriu uma porta para outros artistas ao defender abertamente o Bolsonaro?
Alguém me falou que eu estou fazendo muito artista sair do armário, o voto envergonhado. Hoje, se tivesse de dizer alguma coisa para a juventude, usaria minha experiência do depoimento de 2002, quando disse ter medo do Lula. Eu estava completamente alienada, pois o Lula já havia ganhado a eleição. Aí fui botar a cara na TV, feito uma tonta, para falar de um sentimento, de uma intuição tão particular. Não me arrependo, mas, se pudesse voltar no tempo, teria me informado melhor sobre o que estava acontecendo naquele momento. O País queria o Lula e fui dar a cara a tapa à toa.
Qual deveria ser o primeiro passo do novo governante?
Resolver a impunidade, que é inadmissível, pois não se acaba com a violência em um país de impunidade. Meu filho perguntou por que eu estava novamente me envolvendo com política. Respondi que era por ele, pelos filhos dele e por todos nós. Não quero angariar votos para o Bolsonaro, até porque ele não precisa. Mas porque quero ficar com a consciência em paz, ao gritar em nome dos sem voz, dos milhões de brasileiros humilhados por não poderem dar um berro de dor e indignação. É como assinar um cheque em branco. Mas prefiro um cheque em branco da esperança.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Leia também:
– Bruna Marquezine se pronuncia a respeito de amigo gay que apanhou por conta de política
– Zé de Abreu ironiza Luciano Huck a respeito das eleições
– Mãe de Biel fala sobre polêmicas do filho: “Se existe o certo ou errado, a Justiça é quem vai atribuir culpa”

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

BBB 21

BBB 21: Juliette em uma conversa com Viih Tube revela o que Gil disse: “Não bota você de primeira”

Publicado há

em

Em conversa, Juliette revela opinião de Gil (Foto: Reprodução)

Em conversa, Juliette revela opinião de Gil (Foto: Reprodução)

Durante uma conversa de Juliette, Viih Tube e Caio. A pernambucana abriu o jogo e revelou uma parte de sua conversa com Gil, impressionando o público com a opinião.

+ João Guilherme fala abertamente sobre nude vazado: “Minha namorada nunca reclamou”

“O Gil disse que não bota você de primeira. Já disse três vezes ou mais. Então nem é dúvida, é certeza”, disse Juliette à Viih Tube. E então, a maquiadora continua: “Eu só digo uma coisa, a gente tem que ter muito cuidado com o que fala porque, quando o jogo vira, você acaba se quebrando. Por exemplo, o Caio ontem disse que não votaria em mim, o jogo virou e ele teve que votar”, finalizou Juliette.

+ Zezé di Camargo faz desabafo cruel e expõe saudade do pai: “Dói muito”

Dessa forma, Caio à responde: “É, mas aí já que você gosta de falar de palavras, o que foi que eu falei? Poderia ter três, quatro pessoas, e se elas estivessem na frente, aconteceria”. Logo após, Viih Tube se pronunciou: “Já expliquei isso para ela”.

“Cara, não adianta dar a cara com voto agora, gente. Porque voto já não é mais totalmente relacionado a sentimento, gente”, acrescenta Caio. E então, a youtuber concordou: “Também acho, eu concordo”.

Enquanto há essa disputa de opiniões. Globo já tem planos para Juliette Freire após o BBB

Mais novo alvo da Globo, Juliette Freire (Foto: Reprodução)

Mais novo alvo da Globo, Juliette Freire (Foto: Reprodução)

Maior fenômeno do reality show nos últimos anos, Juliette Freire, a provável campeã do BBB 21, deve continuar sendo aproveitada na Rede Globo mesmo após o fim do reality show. Segundo a coluna de Cristina Padiglione na Folha de São Paulo, já existe o plano na emissora de continuar com a sister contratada da casa mesmo após o fim do programa.

Via de regra, os participantes tem contrato até maio, mas estão liberados após a final da temporada. Juliette, contudo, deve se juntar ao grupo dos que ganharão uma extensão de contrato. Pesaram a favor da decisão os números absurdos da sister nas redes sociais, onde Juliette já angariou 21 milhões de seguidores, e seu carisma.

O BBB 21 chega ao fim no dia 04 de maio e deve terminar com a vitória da participante natural da Paraíba.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Famosos

Zezé di Camargo faz desabafo cruel e expõe saudade do pai: “Dói muito”

Publicado há

em

O cantor Zezé di Camargo, da dupla com Luciano (Foto: Reprodução)

O cantor Zezé di Camargo, da dupla com Luciano (Foto: Reprodução)

Nesta segunda-feira (19), uma das maiores músicas brasileiras do século XX completa 20 anos. ‘É o Amor’, escrita por Zezé di Camargo e interpretada pelo cantor ao lado do irmão Luciano, marcou gerações e é relembrada até hoje por saudosistas em karaokês pelo país.

+ 9 anos depois, saiba como está o elenco infantil de Avenida Brasil

+ Andressa Urach explode em entrevista, revela ter nojo de religiosos e detona: “Raça de víboras”

Por conta disso, o marido de Graciele Lacerda concedeu uma entrevista exclusiva à colunista Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, falou sobre os mais diversos assuntos, entre sua carreira e vida pessoal.

De acordo com Zezé di Camargo, após ter ficado três horas criando a canção, ele percebeu que havia criado uma linda música. Contudo, o cantor não esperava saborear o sucesso logo de cara, já que não era conhecido na mídia, e muito menos marcar gerações com a canção.

“Não tinha noção de um possível sucesso até porque era o nosso primeiro disco e a gente não tinha força na mídia. Quando você já tem sucesso e é famoso, fica mais fácil emplacar uma música. Juro que pensei que um ano depois dela aparecer e estourar, as pessoas esqueceria ‘É o Amor’, mas ela foi se perpetuando, foi virando tema de casamentos e aí vieram as regravações”, aponta o irmão de Luciano.

Zezé di Camargo desabafa sobre a saudade do pai

Por ter sido toda a vida muito próximo ao pai, seu Francisco, um dos maiores apoiadores da dupla no início da carreira, é fato que Zezé di Camargo sofreu impiedosamente após seu falecimento. Questionado pela colunista sobre como andam as coisas cinco meses após depois, o irmão de Luciano abriu o coração e mostrou que a dor ainda é presente.

“São cinco meses, mas parece que foi ontem porque ainda não cicatrizou a ferida e acho que nunca vai cicatrizar. Pode diminuir o tamanho, mas é uma ferida que vai ficar aberta. A saudade aumenta a cada dia e eu vejo muito ele aqui na fazenda”, explica o cantor.

Em seguida, o marido de Graciele Lacerda conclui, mostrando o quanto ainda é difícil falar sobre seu progenitor. “Evito ao máximo de ver as minhas postagens com ele. Ainda dói muito a falta do meu pai. Já acordei várias vezes assustado em saber que ele não está mais aqui. A mesma sensação que tive com o Emival, que morreu muito novo. O que me alenta é que eu honrei muito o meu pai e a minha mãe e  que amei ele demais”.

Zezé di Camargo e o pai (Foto: Reprodução)

Zezé di Camargo e o pai, seu Francisco (Foto: Reprodução)

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Famosos

Globo já tem planos para Juliette Freire após o BBB

Publicado há

em

Juliette Freire está nos planos da Globo para o futuro. (Foto: Reprodução)

Juliette Freire está nos planos da Globo para o futuro. (Foto: Reprodução)

Maior fenômeno do reality show nos últimos anos, Juliette Freire, a provável campeã do BBB 21, deve continuar sendo aproveitada na Rede Globo mesmo após o fim do reality show. Segundo a coluna de Cristina Padiglione na Folha de São Paulo, já existe o plano na emissora de continuar com a sister contratada da casa mesmo após o fim do programa.

Via de regra, os participantes tem contrato até maio, mas estão liberados após a final da temporada. Juliette, contudo, deve se juntar ao grupo dos que ganharão uma extensão de contrato. Pesaram a favor da decisão os números absurdos da sister nas redes sociais, onde Juliette já angariou 21 milhões de seguidores, e seu carisma.

O BBB 21 chega ao fim no dia 04 de maio e deve terminar com a vitória da participante natural da Paraíba.

Saiba formato de nova temporada de “No Limite”

A nova temporada de No Limite, que volta a tela da Globo após anos, está marcada para estrear dia 14 de maio. Diferente dos anos anteriores, o novo ano do reality show chega envolto de uma grande expectativa, tanto por ser o “substituto” do BBB 21 quanto por ser uma edição formada exclusivamente de ex – participantes do reality show de confinamento da Globo.

Segundo o jornalista Fefito, o confinamento dos integrantes do novo No Limite já deve começar na próxima terça, dia 20, com as gravações se iniciando no dia 01ª de maio. O programa vai ao ar gravado e será exibido inicialmente toda terça-feira, após “Império”. Há a possibilidade de uma versão mais curta do capítulo, exibida também no domingo, após o Fantástico.

De acordo com o TV Pop, o programa será dividido em mostrar na terça a convivência e as provas realizadas, guardando a eliminação aos domingos, em episódios menores de no máximo 30 minutos. Dessa forma, a Globo conseguirá dividir melhor todas as publicidades vendidas para a atração.

+ Rachel Sheherazade explode em processo contra SBT e acusa Silvio Santos de assédio

A final está marcada para o dia 20 de julho e será ao vivo. Na temporada, os 16 ex-BBB’s serão divididos em duas tribos, em uma praia deserta. A partir daí, o jogo começa, com realização de provas que darão “regalias” para ajudá-los na sobrevivência e “imunidade”, para eliminar alguém da tribo perdedora do programa.

Ou seja: as eliminações serão internas e não terão interferência do público. A única exceção será a final. Durante o último programa, após a exibição da última prova, que define os finalistas, o programa entra ao vivo e o público votará para decidir quem vence o programa.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA