CONECTE-SE CONOSCO

Novelas

Tempo, tempo, tempo… Relembre novelas onde a passagem de tempo foi um recurso crucial

Publicado há

em

Passagem de tempo em A Vida da Gente marcou crescimento de Júlia e casamento de Rodrigo e Manuela. (Foto: Reprodução)

Passagem de tempo em A Vida da Gente marcou crescimento de Júlia e casamento de Rodrigo e Manuela. (Foto: Reprodução)

O capítulo da última quarta (21) de A Vida da Gente, atual novela em reprise na faixa das 18h da Rede Globo, trouxe o momento chave da trama: a passagem de tempo que marca o crescimento de Júlia, o casamento de Rodrigo e Manuela e o envelhecimento dos personagens da história.

Usado com frequência, o recurso de usar o salto no tempo em novelas é antigo e tem sido adotado pelos autores desde que o gênero começou a se popularizar no Brasil.

Na lista de hoje, O Canal te relembra novelas nas quais a passagem de tempo foi essencial para o andamento da história.

Além do Tempo

Além do Tempo: uma das mais marcantes passagem de tempo.

Além do Tempo: uma das mais marcantes passagem de tempo. (Reprodução)

Talvez o exemplo mais extremo, Além do Tempo fez muito barulho desde o anúncio de sua premissa: uma novela onde haveria uma passagem de tempo de 150 anos. Para que isso fosse possível, todos os personagens morreriam no passado, na primeira fase da trama, e reencarnariam nos dias atuais, com o objetivo de “pagar” o karma da vida que viveram.  A trama fez muito sucesso e causou uma comoção nacional quando os mocinhos Lívia e Felipe morreram no século 19 e se reencontram no futuro, sendo esta uma das cenas mais marcantes da trama.

Da Cor do Pecado

A atual reprise da faixa das 23 horas no Vale a Pena Ver de Novo também foi uma novela que usou a passagem de tempo como elemento chave. Durante 20 e tantos capítulos, observamos o início da história de Preta e Paco e a desilusão do jovem botânico com o pai, que o leva a assumir o lugar do irmão gêmeo, Apolo, após ele ser dado como morto. É aí que a novela pula 8 anos, mostrando Paco vivendo a vida que era de Apolo e Preta com seu filho com ele, Raí, chegando ao Rio de Janeiro.

Segundo Sol

Segundo Sol tem passagem de tempo em sua trama. (Foto: Reprodução)

A última trama de João Emanuel Carneiro na faixa das 21h foi outra na qual a passagem de tempo exerceu um papel fundamental na história. Na novela, Beto Falcão, famoso cantor de axé, era dado como morto após um acidente de helicóptero. Vendo na sua “morte” a chance de lucrar muito com o mito criado, Beto aceita seguir com a farsa e assume a identidade de Miguel, um primo de Beto. 18 anos depois, Beto ainda continua com a vida de Miguel e escondendo a verdade até de seu próprio filho, a quem criou como se fosse um padrasto.

Avenida Brasil

Assim como em Segundo Sol, JEC fez de Avenida Brasil uma de suas novelas com passagem de tempo. Os 7 primeiros capítulos da novela fenômeno mostram a pequena Rita sendo abandonada no lixão pela megera madrasta Carminha, após a morte de seu pai, e se apaixonando por Batata, bem como o golpe de Carminha para cima de Tufão. No capítulo 7, então, a trama salta mais de 20 anos no futuro, para trazer a jovem Nina (antiga Rita) como uma pessoa que cresceu com sede de vingança por tudo que lhe foi feito.

Chocolate com Pimenta

Chocolate com Pimenta. (Foto: Reprodução)

A mais famosa trama de Walcyr Carrasco na faixa das 18h, Chocolate com Pimenta também é dividida em duas fases, separadas por 7 anos entre uma e outra. Aqui, a passagem de tempo é crucial para que a mocinha Ana Francisca se case com Ludovico, tenha seu filho Tonico, veja o amigo fiel morrer e então decida voltar para Ventura, disposta a se vingar de todos aqueles que no passado lhe fizeram mal – inclusive o amor de sua vida, Danilo.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Novelas

Operação salva-vidas: Novelas que vieram para resgatar audiência

Publicado há

em

Novelas que tiveram que salvar audiência. (Foto: colagem)

Novelas que tiveram que salvar audiência. (Foto: colagem)

Se a Globo pode ser considerada expert em alguma coisa, é na produção de novelas. A Vênus Platinada conseguiu, ao longo de algumas décadas, transformar o formato em seu carro-chefe, responsável por suas maiores audiências, contratos de publicidade e vendas para o exterior.

Porém, nem tudo é perfeito. Com diversos autores, diversos diretores e diversos atores, alguns projetos não emplacam como outros e, com isso, cabe ao sucessor carregar o dever de melhorar a audiência — o que nem sempre acontece.

+ Zilu alfineta fã após postar foto com os filhos: “Só amor”

Relembre nesta lista algumas novelas que estrearam com a missão de recuperar audiência:

Cordel Encantado

A história de amor de Jesuíno e Açucena que foi exibida entre abril e setembro de 2011 conseguiu alavancar os índices de audiência da Globo. A antecessora, Araguaia, trama de Walther Negrão que foi exibida entre setembro de 2010 e abril de 2011 desapontou. Ficou bem abaixo da meta e, no final, alcançou uma média de apenas 22,87 pontos. Com Cordel Encantado, a Globo conseguiu recuperar o que foi perdido: o folhetim conseguiu alcançar a meta e ficou com média de 25.89 pontos.

Ti-ti-ti

Se hoje Ti-ti-ti decepciona com números abaixo do esperado no Vale a Pena Ver de Novo, nem sempre foi assim. A trama de Maria Adelaide Amaral que foi ao ar entre julho de 2010 e março de 2011 foi a primeira da década que recuperou a audiência perdida na anterior. Sua sucessora, Tempos Modernos só alcançou 24,04 pontos médios, contra os 29,56 de Ti-ti-ti. Mesmo não alcançando a meta estipulada pela Globo, conseguiu um aumento significativo nos índices.

A Força do Querer, salvando 3 novelas

A trama de Glória Perez que foi ao ar em 2017  veio para desfazer os estragos de uma trágica sequência de novelas com baixos números, que começou em Babilônia e terminou em A Lei do Amor. A diferença entre a trama que foir reprisada recentemente e sua antecessora é absurda. Enquanto A Força do Querer conseguiu 35.66 pontos de média, A Lei do Amor só obteve 27,22.

Totalmente Demais

Fenômeno de ibope, Totalmente Demais também foi um “resgate” da faixa das 19h. A trama de elia foi ao ar entre novembro de 2015 e maio de 2016. Com seus 175 capítulos, a trama escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm alcançou uma média de 27.38 pontos. Já a antecessora, I Love Paraisópolis, de Alcides Nogueira, só alcançou 23,49 pontos.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Novelas

Coisa de adulto? Relembre 5 novelas infantis exibidas pela Globo

Publicado há

em

Relembre novelas infantis da Globo. (Foto: Reprodução)

Relembre novelas infantis da Globo. (Foto: Reprodução)

Por mais que a telenovela seja considerado um gênero majoritariamente adulto, especialmente nas produções da Rede Globo (principal produtora do produto no país), de vez em quando surgem algumas obras que são criadas pensando em outro público: O infantil e infanto-juvenil.

Geralmente lançadas pelo SBT, que se tornou mais forte no gênero após a produção de Chiquititas, vez ou outra a Globo também resolveu inovar e apostar em alguma ou outra trama que tivesse o foco nesta audiência, que não lhe é tão comum dentro das produções de novela.

+ Barraco na TV: Jornalista xinga convidado ao vivo e pede demissão em seguida

Nesta lista, separamos 5 novelas da Rede Globo que eram voltadas ao público infantil:

Vamp

Uma das últimas aquisições do Globoplay, Vamp foi a primeira novela que trouxa a temática vampiresca pro foco de sua linha narrativa. A história de Antônio Calmon foi um grande sucesso, trazendo o público infantil e adolescente para a faixa das 19h da emissora e afastando-os do SBT. Vamp ditou moda e é considerada até hoje uma das grandes tramas dos anos 90.

O Beijo do Vampiro, mais uma novela de vampiro

Anos após o sucesso de Vamp, a emissora tentou repetir o fenômeno com O Beijo do Vampiro, também de Antônio Calmon. Dessa vez, porém, só funcionou até certo ponto. Embora a novela seja lembrada com carinho até hoje pela geração que cresceu naquela época, a trama não teve nem a mesma aceitação crítica e muito menos a mesma audiência de Vamp, tornando-se um fracasso.

Era Uma Vez

Atualmente em reprise no Viva, Era Uma Vez foi uma novela com temática infantil desde o título, passando pela abertura entoada por Sandy e Junior e terminando nas muitas crianças que faziam parte da trama. Mesmo com um casal “tradicional”, a história de Madalena e Álvaro era marcado por um clima de fantasia, de inocência e de brincadeira de criança.

Sonho Meu

Baseada em A Pequena Órfã, telenovela clássica dos anos 60 produzida pela extinta TV Excelsior, Sonho Meu foi ao ar pouco tempo depois de Vamp e tinha como objetivo trazer o público infantil para a faixa das 18h da emissora. Na história, o foco é em Maria Carolina, uma menina de apenas seis anos que foge de um orfanato e se esconde na casa de Tio Zé, um velhinho bondoso e solitário.

Meu Pedacinho de Chão

O remake da trama de Benedito Ruy Barbosa não era uma trama infantil, mas se tornou devido a estética que foi escolhida para a obra. Com roupas e cabelos super coloridos e um clima de fábula, a novela não registrou uma audiência boa, mas marcou pela inovação na fotografia e em chamar atenção das crianças pelo apelo visual.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Novelas

Record decide novela que substituirá Gênesis

Publicado há

em

Gênesis será reapresentada na Record com melhores momentos nas noites de sábado (Créditos: Reprodução)

Gênesis é a atual novela bíblica inédita que está no ar pela Record (Créditos: Reprodução)

A novela Gênesis ainda tem alguns meses pela frente de exibição, mas a direção de dramaturgia da Record já escolheu qual será a substituta. Aliás, a ideia de Cristiane Cardoso é da prioridade, sempre, para as tramas bíblicas, que viraram carro-chefe da emissora paulista.

+ Silvio Santos não engole vexame e tira programa do ar no SBT

Rei Davi, que já foi uma minissérie, agora será espichada e virará mais uma novela bíblica da emissora. A autoria da trama é de Cristianne Fridman, que terá 150 capítulos para escrever. Desse modo, os folhetins bíblicos continuam com prioridade no canal.

Novelas bíblicas viraram o carro-chefe da Record (Créditos: Reprodução)

Novelas bíblicas viraram o carro-chefe da Record (Créditos: Reprodução)

Mas a fila de novelas bíblicas não para por aí. A Record também decidiu que Salomão, um dos filhos de Rei Davi, terá a sua história contada como novela e já está no planejamento. Aliás, a história ficará a cargo da autora Paula Richard.

Enquanto Record planeja novelas bíblicas depois de Gênesis, SBT vive clima de tensão nos bastidores:

De acordo com informações do jornalista Flávio Ricco, colunista do R7, uma ala do SBT acabou desanimando diante das constantes e bruscas mudanças no programa Vem Pra Cá, comandado por Patricia Abravanel. Aliás, com a migração da atração para a tarde, entrando na guerra entre Globo e Record, as esperanças diminuíram.

+ Olga Bongiovanni, após demissão na RedeTV, volta ao ar

Além de Patricia Abravanel, Gabriel Cartolano também comanda a atração, que vem colecionando micos e recordes negativos para o SBT, além de derrubar tudo o que vem depois. Nas redes sociais, a filha de Silvio Santos aparece como um dos principais motivos para o fiasco do Vem Pra Cá.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA